Brasil traz medalhas no terceiro dia do Grand Slam de Judô de Dusseldorf

Mayra Aguiar conquistou a prata e Rafael Silva conquistou o bronze

Lance

Lance

Lance

Brasil se reergueu no último dia de Grand Slam de judô de Dusseldorf, na Alemanha, após trazer duas medalhas. Os atletas que subiram ao pódio foram Mayra Aguiar, com a prata e Rafael Silva, com o bronze.

Mayra Aguiar foi a primeira judoca brasileira que avançou às quartas de final nesse Grand Slam. E nessa fase ela ganhou da austríaca Bernardette Graf por conta de três penalidades da adversária. Já na semifinal ela enfrentou a cubana Kaliema Antomarch, luta que foi difícil de ser decidida e que a brasileira ganhou de waza-ari.

Na última luta Mayra começou tentando derrubar a japonesa Shori Hamada com um golpe que acabou dando errado, levando a sula para o solo, onde a brasileira foi imobilizada e acabou perdendo por ippon. Encerrando a disputa com a prata.

Já Rafael Silva, o Baby, também foi direto para a segunda rodada, vencendo com facilidade o alemão Erik Abramov, com um wazi-ari e um ippon. Na sequência ele venceu o venezuelano Pedro Pineda e o búlgaro Aliaksandr Vakhaviak com facilidade na terceira e quarta rodadas.

Mas na semifinal Baby perdeu a vaga por penalidades para o georgiano Guram Tushishvili e foi concorrer o bronze húngaro Richard Sipocz, que levou três shidos e deu a vitória para o brasileiro.

O último dia de Gram Slam na Alemanha foi o único com saldo positivo para o Brasil. O torneio é um dos mais tradicionais do Circuito Mundial de Judô, distribuindo até mil pontos para o campeão no Ranking.