Lance Atlético-MG vende mais 700 cadeiras cativas e fatura R$ 26 milhões

Atlético-MG vende mais 700 cadeiras cativas e fatura R$ 26 milhões

O alvinegro segue firme na comercialização de espaços em seu estádio, que será inaugurado no fim de 2022

Lance
Lance

Lance

Lance

A Arena MRV, futuro estádio do Atlético-MG, já comercializou 700 cadeiras cativas no segundo lote de vendas, lançado em 18 de junho. Esse número corresponde a um faturamento de R$26 milhões, que serão aplicados integralmente nas obras do estádio.

Conforme anunciado na live de lançamento, ao atingir a marca de 1.000 unidades vendidas nesse segundo lote, um torcedor escolhido pela Massa ganhará um par de cadeiras cativas na primeira temporada na casa do Galo.

-As vendas estão sendo bastante satisfatórias, e estamos confiantes de que, em breve, teremos mais um felizardo integrante da Massa sendo presenteado pela Arena MRV- ressalta o gerente de Marketing, João Márcio Coelho Jr.

O setor I, local mais central e com visão privilegiada do campo de jogo na Arena MRV, está com 93% de cadeiras comercializadas. Das 785 cadeiras do espaço, há apenas 50 unidades disponíveis. Nesse setor, que custa R$45.980, o torcedor pode colocar o seu nome na cadeira. O pagamento pode ser à vista (com 15% de desconto), parcelado em 20 vezes (com 4% de desconto) ou em 48 vezes fixas de R$957,92.

A cadeira do setor II custa R$35.980, e o atleticano pode parcelar em até 72 vezes de R$499,72. O preço à vista também tem 15% de desconto. É possível ainda dividir em 20 ou 48 vezes. Neste setor, o assento é livre.

O médico Roberto de Souza Lima adquiriu recentemente suas cadeiras cativas. Empolgado com o projeto da Arena MRV, ele entende a importância da comercialização desses ativos para o futuro do Atlético. -Eu adquiri quatro cadeiras cativas como uma forma de poder ajudar o meu time a construir o nosso estádio. É uma maneira de tornar o Galo uma potência no cenário mundial- finalizou.

Para comprar as cadeiras cativas e obter mais informações sobre preços, prazos e localização dos setores, clique aqui.

Últimas