Lance Arthur Nory receberá medalhas originais do Pan de Lima após ter objetos roubados em casa

Arthur Nory receberá medalhas originais do Pan de Lima após ter objetos roubados em casa

O ouro e as duas pratas conquistadas pelo ginasta na última edição dos Jogos Pan-Americanos foram alguns dos itens levados por bandidos na semana passada

Lance
Lance

Lance

Lance

O campeão olímpico Arthur Nory receberá medalhas originais dos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019, para substituir as três que foram roubadas na semana passada, uma de ouro (na disputa por equipes), e duas de prata (individual geral e barra fixa). Na última sexta-feira, bandidos armados invadiram a casa do ginasta, em São Paulo, fizeram duas pessoas reféns e levaram diversos objetos.

Diante da repercussão do fato, a PanAm Sports, que organiza os Jogos Pan-Americanos, comunicou ao atleta nesta segunda-feira que providenciará os novos modelos. A entidade disse em comunicado que reconhece o esforço e a dedicação do atleta, e prometeu prestar o apoio necessário para que ele não perca o foco em suas conquistas,

- Arthur é um atleta extraordinário, que tem dado muitas alegrias ao Brasil e ao nosso continente. Campeão mundial, medalhista de bronze no Rio 2016, e teve uma atuação de destaque nos Jogos de Lima 2019. Sabemos que ele está muito triste com o roubo, por isso vamos apoiá-lo e mandar para ele as medalhas que conquistou em Peru o mais rápido possível - disse o presidente da Panam Sports, Neven Ilic.

- Queremos que você não perca o foco em seu trabalho para alcançar seu grande objetivo de chegar a Tóquio e que você possa cumprir uma Olimpíada excepcional. Embora sejam um patrimônio material, sabemos todo o esforço por trás e o que as medalhas representam para ele. Mas nada vai atrapalhar todas as conquistas alcançadas e todas as que esperamos obter no futuro - completou o dirigente.

Entre as medalhas roubadas, não estavam as duas mais importantes da carreira de Nory: a prata olímpica no solo dos Jogos Rio-2016 e o ouro na barra fixa no Mundial de 2019.

Arthur, de 27 anos, é uma das esperanças de medalha dos Brasil nos Jogos de Tóquio, remarcados para julho deste ano. O atleta passou por uma cirurgia no ombro esquerdo no ano passado e tem treinado forte para a Olimpíada.

Últimas