Lance Apresentado, Jhon Sánchez exalta tradição do Vasco: 'Muito feliz de estar no maior clube do Brasil'

Apresentado, Jhon Sánchez exalta tradição do Vasco: 'Muito feliz de estar no maior clube do Brasil'

Equatoriano, de 22 anos, chegou ao Rio nesta quinta e vestirá a camisa 25 do Cruz-Maltino. Ele demonstrou conhecer a história do clube contra o racismo e citou outros conterrâneos

Lance
Lance

Lance

Lance

O primeiro reforço do Vasco na era Lisca foi apresentado nesta quinta-feira, no CT Moacyr Barbosa, na Cidade de Deus: o atacante Jhon Sánchez. O equatoriano chegou por empréstimo de um ano do Independiente del Valle, clube pelo qual foi campeão da Sul-Americana em 2019. Apresentado pelo diretor executivo Alexandre Pássaro, o atleta usará a camisa 25 e a tendência é que estreia diante do CRB, no Rei Pelé, no próximo dia 16.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro


Ao ser perguntado sobre os equatorianos que já defenderam as cores do Gigante da Colina, Sánchez citou Carlos Tenório, Erazo e Quiñonez e demonstrou um pouco de conhecimento acerca da história do Vasco. Ele fez referência a luta histórica do clube contra o racismo e disse estar muito feliz por jogar no Brasil.,

- Sim, há um pouco de pressão por Quiñonez e Tenório. Muito feliz de chegar ao maior do Brasil. Quero fazer as coisas da melhor maneira nesse grande clube. Sempre foi um sonho estar em um grande do Brasil. Foi um dos primeiros clubes a falar de racismo, e estou muito feliz de estar aqui - disse o novo atacante cruz-maltino.

Quando defendia o Independiente Dell Valle, o jogador marcou um belo gol de letra na goleada dos equatorianos sobre o Flamengo por 5 a 0 na temporada passada. Ele também citou que chega melhor do que em 2019, quando fez três gols na campanha do título da Copa Sul-Americana.

- Conheço um pouco do futebol brasileiro. A característica é de tocar muito a bola, de velocidade e força. O gol contra o Flamengo foi muito emocionante porque eles nos ganharam a Recopa. Foi uma revanche para mim porque aqui no Maracanã, em janeiro, não pude fazer muito. Entro no final do jogo e na primeira jogada que faço contra o Flamengo eu marco o gol. Foi uma revanche para mim, uma experiência muito bonita - disse, e emendou.

- Chega um Sánchez muito melhor que o de 2019, mais encarador e com mais confiança. Quero entrar em forma o mais rapidamente possível e mostrar que estou pronto para fazer o que esperam de mim - frisou.

O Vasco volta a campo nesta sexta-feira diante do Brasil de Pelotas, às 19h, em São Januário, pela 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Pássaro destacou que o atacante não poderá estrear nem diante do Xavante, nem contra o Avaí na segunda, pois ainda não teve seu nome divulgado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Últimas