Lance Após vitória, auxiliar de Abel analisa impacto de possível classificação no calendário do Palmeiras

Após vitória, auxiliar de Abel analisa impacto de possível classificação no calendário do Palmeiras

João Martins afirmou que o Verdão seguirá lutando para avançar de fase no Paulistão e, caso consiga, o clube terá de gerir o elenco para disputar as partidas

Lance
Lance

Lance

Lance

Após a vitória do Palmeiras deste domingo, por 2 a 1 sobre o Santo André, pelo Paulistão, João Martins concedeu entrevista coletiva no lugar de Abel Ferreira e analisou o cenário do clube na competição. O auxiliar foi questionado sobre o impacto de uma possível classificação para a fase de mata-mata no calendário do próximo mês e respondeu que a comissão terá de avaliar as prioridades para entender quem são os melhores para cada partida.

– Vemos jogo a jogo e o calendário vai dizer quais jogadores temos disponíveis. Vamos lutar para passar e ganhar todos os jogos. É a obrigação do Palmeiras. Se, por ventura, conseguirmos a classificação, temos que ver os dias que os jogos são marcados e, no dia do jogo, vão jogar os que acharmos melhores – explicou.


>> ATUAÇÕES: Scarpa decide e é o melhor na vitória do Palmeiras no Paulistão

Apesar da vitória, o Alviverde terminou a partida com muitos erros de passes. Perguntado sobre isso, João ponderou sobre a questão do nervosismo dos atletas mais jovens – o Palmeiras foi a campo com oito jogadores da base no time titular – e a relação disso com as falhas em alguns aspectos técnicos.

– A ideia era nos adaptarmos às condições do jogo o mais rápido possível. Falhamos um pouco nos passes. Não costumamos falar do gramado, é o que é para as duas equipes. O nível de tranquilidade é mais uma oportunidade para esses jogadores (da base) crescerem, evoluírem. Isso é que é o mais importante – declarou o assistente.

Além disso, João Martins analisou o posicionamento de Gustavo Scarpa e Gabriel Menino, dois jogadores que têm sido utilizados em diversas posições desde a chegada da comissão portuguesa, devido à polivalência de ambos.

– Normalmente, a posição inicial do Scarpa é meia direita. Hoje achamos por bem a meia esquerda. Isso faz com que ele consiga estar um pouco mais por dentro. Ter o pé mais forte e lateralizado. Teve um desempenho muito bom, bom gol. E tivemos que gerir energia no intervalo. Já estava estipulado antes independentemente do que acontecesse. Ficamos contentes com o desempenho do Scarpa hoje – afirmou João, elogiando a participação do camisa 14.

– O Gabriel é daqueles jogadores curinga. É volante de origem, mas já jogou em várias posições. Na temporada passada, jogou tanto de lateral-direito quanto de ponta e até volante. Precisamos dele aberto hoje e teve um desempenho positivo. É onde precisamos e onde ele tem que estar preparado para jogar – finalizou sobre a Cria da Academia.

O Palmeiras viaja amanhã (3) a Buenos Aires e volta a campo já na próxima terça-feira (4), às 21h30, contra o Defensa y Justicia-ARG, no Estádio Norberto “Tito” Tomaghello, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores.

Últimas