Lance Após superar segundo tumor, lateral do Sport emociona narrador ao relatar superação

Após superar segundo tumor, lateral do Sport emociona narrador ao relatar superação

Odinei Ribeiro se comoveu com o depoimento do jogador do Leão após o término da partida 

Lance
Lance

Lance

Lance

Apresentado no Sport na última segunda-feira, o lateral-direito Eduardo não atuava desde o dia 20 de julho de 2021. Aos 23 minutos do segundo tempo da partida contra o Ituano, onde o Leão foi derrotado por 4 a 1, na Série B, o jogador de 34 anos retornou ao futebol, após mais de um ano parado. Neste período, ele teve que superar um segundo tumor na perna direita. Após o jogo, o atleta chorou durante a entrevista. Seu emocionante relato, comoveu o narrador Odinei Ribeiro.

+ Werner de volta ao Leipzig, brasileiros na mira de gigantes… O Dia do Mercado!

- Vencer o segundo tumor não foi fácil. Só tive apoio da minha família, o clube que estava antes não me deu suporte nenhum (...) Chegaram médicos para me dizer que eu não ia jogar bola mais. Que eu não ia mais jogar futebol e não dar essa alegria aos meus filhos de me verem jogando. Mas eu superei isso, graças a Deus, com ajuda da minha família e meus amigos. Agradecer a todos os envolvidos no processo (...) Estou vivo, estou com a perna inteira e pronto para ajudar o Sport - contou Eduardo.

EMOÇÃO DURANTE A TRANSMISSÃO

Logo após o depoimento do atleta, Odinei exaltou sua força de vontade para dar continuidade em sua carreira.

- É emocionante o relato do Eduardo. Por isso que, eu transmiti com muita alegria, independente do resultado. Que vitória dele, que superação, que sirva de exemplo para muita gente - comentou o narrador.

Na sequência das imagens, Eduardo foi abraçado por um atleta do Ituano, que parabenizou sua trajetória. O momento comoveu o locutor da partida.

- É a imagem do jogo. Me desculpem (pela comoção). Mas é o som do jogo - completou.

TUMORES

Enquanto era jogador da Chapecoense, ainda em 2019, Eduardo recebeu o primeiro diagnóstico: um tumor benigno na tíbia. Em 2021, após dois anos de recuperação, pelo América-MG, o lateral-direito voltou a sentir dores no local e precisou se afastar novamente do futebol. Os novos exames, por sua vez, apontaram uma recidiva do quadro do tumor benigno.

Últimas