Lance Após nova cirurgia no joelho, Herbert Burns projeta oito meses de recuperação antes de retorno ao UFC

Após nova cirurgia no joelho, Herbert Burns projeta oito meses de recuperação antes de retorno ao UFC

Peso-pena fez reconstrução do ligamento colateral anterior e só volta ao MMA em 2023

Lance
Lance

Lance

Lance

Herbert Burns vive o momento mais difícil de sua carreira no MMA. O peso-pena, que ficou dois anos sem lutar por conta de uma grave lesão no joelho que o forçou a passar por uma cirurgia de reconstrução de ligamento, sofreu nova contusão no joelho em seu retorno ao UFC e mais uma vez teve que enfrentar a mesa de cirurgia. A lesão aconteceu durante a luta contra Bill Ageo pelo UFC Fight Night, que foi realizado no dia 16 de julho em Long Island. Na ocasião, o faixa-preta sentiu o joelho logo no começo da luta, quando aplicou uma queda no americano. Herbert chegou a encaixar um triângulo e ficar muito próximo da vitória, mas por conta das dores no joelho não conseguiu colocar pressão para finalizar o adversário.

“Quando eu apliquei a queda, senti o joelho arrebentando. Quando estava por cima, eu só pensava em segurar o cara no chão, eu precisava acabar com a luta. Quando eu encaixei o triângulo, eu não conseguia colocar pressão porque o joelho estava arrebentado. Ele até entrou em desespero, mas quando ele percebeu que eu não estava conseguindo colocar pressão, ele relaxou e conseguiu escapar. Não sei nem como eu voltei para o segundo round. Eu estava me cobrando muito por toda a dedicação que eu tive na minha recuperação. Então voltei para o segundo round e, mesmo com o joelho arrebentado, eu ainda consegui derrubá-lo. Mas eu não tinha condições de segurá-lo no chão e não conseguia trocar em pé”, explicou Herbert, que acabou vendo o juiz interromper a luta.

Herbert foi operado há duas semanas. Mais uma vez ele precisou fazer a reconstrução do ligamento colateral anterior. A previsão é de oito meses de recuperação. Apesar de ter que enfrentar mais um longo tempo entre fisioterapia, fortalecimento muscular e recondicionamento físico, o irmão de Gilbert Durinho garante que não irá desanimar.

“Foi uma cirurgia um pouco mais complicada, demorou mais tempo do que o previsto pelo médico. A previsão era de duas horas, mas demorou seis horas. Mas no final a cirurgia foi um sucesso. Agora é focar na recuperação, um passo de cada vez. O tempo de recuperação deve ser de oito meses. Preciso fazer novamente aquele trabalho mental e confiar 100% na minha volta. Eu sei que tenho talento, que sou um cara esforçado, dedicado e disciplinado. Força de vontade para superar mais essa não vai faltar”, garante o niteroiense.

Antes de sua última luta, Herbert, que possui um cartel com 11 vitórias e apenas quatro derrotas, teve o seu contrato com o UFC renovado por mais quatro lutas. Apesar de vir de duas derrotas, ele conversou com o staff do evento após a lesão e acredita que a organização dará novas oportunidades a ele.

“O UFC conversou comigo e me deixou bem tranquilo. Eu ainda tenho mais três lutas no meu contrato e tenho certeza que será cumprido esse contrato. Vou voltar mais forte, tenho certeza disso. O UFC entendeu, me deu todo o suporte. Inclusive os médicos do UFC identificaram a lesão logo após a luta. O UFC acredita em mim, eu acredito em mim, então vou voltar com tudo. Às vezes a gente faz tudo certo e as coisas não acontecem. Mas não podemos desanimar, temos que acreditar no processo. Estou aproveitando esses momentos de dificuldade para me moldar uma pessoa melhor e voltar mais forte”, concluiu o casca-grossa.

Últimas