Lance Após desistência do Grupo City, Palmeiras estuda novo contrato para coordenador da base

Após desistência do Grupo City, Palmeiras estuda novo contrato para coordenador da base

Intenção é oferecer aumento e melhores bônus a João Paulo Sampaio, que rejeitou o Bahia

Lance
Lance

Lance

Lance

O Palmeiras estuda oferecer um novo contrato para João Paulo Sampaio, coordenador das categorias de base do clube desde 2015, após mais uma vez o profissional abdicar de uma proposta para assumir funções de chefia no futebol profissional para cuidar dos garotos do Verdão. A informação foi obtida pelo LANCE! junto à pessoas próximas da cúpula da gestão Leila Pereira.

E a recusa desta vez não foi para qualquer projeto. Sampaio preferiu seguir no Verdão mesmo diante da sondagem do Grupo City para assumir o comando do futebol profissional do Bahia.


+ Vasco faz proposta por atacante colombiano, gigante brasileiro se movimenta por Jair… o Dia do Mercado!

A partir de janeiro, o clube nordestino terá a sua SAF adquirida pelo conglomerado árabe, responsável, entre outros, pelo poderoso Manchester City, da Inglaterra. E a promessa é de que o Tricolor de Aço tenha investimentos volumosos para a aquisição de reforços.

Conforme o L! apurou, a cúpula palmeirense deverá se reunir com Sampaio para negociar melhorias em seu acordo, como aumento de salário e melhores bônus, por conta do seu comprometimento com o clube.

Diante da recusa de Sampaio em ir para Salvador (BA), o Bahia anunciou a contratação de Carlos Santoro para ser seu diretor de futebol. O profissional era chefe de Scouting e Recrutamento do Grupo City na América Latina.

É a segunda vez oficial que Sampaio recusa uma proposta para deixar o Palmeiras. Em março ele rejeitou uma oferta do Internacional para também assumir as rédeas do futebol profissional. E também preferiu ficar no Parque Antártica.

Fora isso, o L! apurou que pelo menos outros quatro clubes das séries A e B sondaram o profissional, mas sequer fizeram proposta pela sua recusa em abrir tratativas.

– Já tive e ando tendo propostas e sondagens. Falo que, se eu fosse pensar financeiramente, deixei de ganhar dinheiro desde 2017. Tenho propostas cada dia melhores, mas não é isso que me segura. Estar feliz no projeto, com a mesma fome que cheguei é o que me deixa contente – disse Sampaio, ao portal 'Nosso Palestra', no final de novembro.

Desde que Sampaio assumiu o comando, a base palmeirense virou referência no cenário nacional. Somente este ano, por exemplo, o clube faturou sete títulos em todas as categorias, incluindo a inédita Copa São Paulo de juniores. Ao todo já foram 21 títulos dos garotos palmeirenses, sob sua gestão.

> Confira tabela e resultados da Copa do Mundo-22 no Qatar
​> Confira tabela, classificação e simule resultados do Paulistão-23

Últimas