Após atraso em acordo, Gilberto aciona o Vasco na Justiça

Lateral-direito, atualmente no Fluminense, entrou no TJRJ contra o Cruz-Maltino cobrando o pagamento de uma dívida que passa dos R$ 300 mil. Clube ainda não foi intimado do caso

Lance

Lance

Lance

O lateral-direito Gilberto, hoje no Fluminense, acionou o Vasco no fim da semana passada no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) cobrando atrasados. O LANCE! teve acesso aos autos do caso. Na cobrança, distribuída para a 21ª Vara Cível, do juiz Luiz Eduardo de Castro Neves, o jogador requer que o Cruz-Maltino efetue o pagamento de R$ 330.049,82. O clube de São Januário ainda não foi intimado sobre o caso, mas terá o período para se defender na ação.

A cobrança é através de título monitório. De acordo com o documento que a reportagem teve acesso, no dia 13 de julho de 2018 o Vasco e o Gilberto firmaram contrato denominado “Instrumento Particular de Acordo com Quitação Mútua e Declaração Preventiva de Litígio”. Por meio dele, o clube se obrigou a quitar com o atleta a dívida no valor de R$ 357 mil, divididos em oito parcelas mensais de R$ 10 mil, a primeira com vencimento no dia 25 de agosto de 2018, e posteriormente mais 21 parcelas mensais de R$ 13.190,47, com a primeira com vencimento no dia 25 de abril do ano passado.

Entretanto, segundo os advogados de Gilberto, o Vasco não cumpriu completamente o acordo com o jogador. O lateral-direito alega que o clube de São Januário efetuou somente o pagamento de sete das oito parcelas de R$ 10 mil, e que não quitou nenhuma das 21 parcelas de R$ 13.190,47. Devido a este atraso sem o pagamento, agora, a cobrança é feita com multa de 10% e vencimento antecipado de todas as parcelas anteriormente pactuadas. O jogador pede para que o juízo dê o prazo de 15 dias para que o Vasco pague toda a dívida, mas o magistrado ainda não se manifestou sobre esta questão.

Gilberto defendeu o Vasco no ano de 2017. No período, o lateral-direito entrou em campo em 42 oportunidades, sendo 16 vitórias, 11 empates e 15 derrotas. O jogador não balançou as redes adversárias durante a passagem pelo clube.