Lance AJPTour desembarca em Belém neste final de semana

AJPTour desembarca em Belém neste final de semana

AJPTour desembarca em Belém neste final de semana

Lance
Lance

Lance

Lance

Berço do jiu-jitsu brasileiro, Belém será palco da etapa da AJPTour deste final de semana, nos dias 21 e 22. Todos os campeões no absoluto a partir da faixa-roxa, tanto masculino quanto femininos, serão premiados com inscrição e passagem aérea para o Abu Dhabi Grand Slam no Rio de Janeiro.

Responsável por levar a etapa à cidade onde Carlos e Hélio Gracie nasceram e começaram a desenvolver a arte suave, o presidente da Federação Paraense de Jiu-Jitsu, Everton Alfaia, falou sobre a expectativa para esta edição do evento e da visibilidade que esperam dar ao cenário local.

"Com a vinda da AJP para cá, vamos dar oportunidade aos talentos do nosso estado de mostrarem toda a força do jiu-jitsu paraense, vamos dar essa visibilidade que só um evento de porte internacional pode dar. Nós, da federação, estamos muito felizes pela resposta que estamos tendo dos atletas", exaltou.

"A repercussão está sendo a melhor possível. Os atletas estão comentando, entrando em contato. Além disso, há todo um impacto na cidade, porque o evento movimenta o turismo, gera empregos temporários, aumenta a demanda da rede hoteleira… enfim, nossa expectativa é a melhor possível", completou.

Além de ver o palco da AJP como uma vitrine para que os atletas consigam, através da visibilidade, fechar contratos de patrocínios, Alfaia também projeta o fortalecimento do jiu-jitsu paraense e de suas equipes e atletas, já que esta etapa pode ser o início de um projeto que visa levar a bandeira paraense para a principal competição do calendário.

"Como os campeões no absoluto irão ganhar inscrição e passagem aérea para o próximo Grand Slam, no Rio de Janeiro, a expectativa é que, nossos atletas que forem competir neste evento, possam conquistar também a oportunidade de representarem o Pará no World Pro, lá nos Emirados Árabes", acredita o presidente da FPJJ.

Everton Alfaia lamentou a falta de apoio por parte da iniciativa privada e destacou aqueles que tornaram possível a realização do evento.

"Se não fosse o Governo do Estado, através da Seel, pelo nosso secretário Nivan Noronha e a produtora Hope, que está dando todo o suporte, não seria possível".

Últimas