Esportes Justiça determina que goleiro Bruno use tornozeleira eletrônica em jogos

Justiça determina que goleiro Bruno use tornozeleira eletrônica em jogos

Decisão judicial pode ser revertida caso advogado da defesa comprove que equipamento não poderá ser utilizado durante as atividades

Lance
Bruno está jogando no Acre

Bruno está jogando no Acre

Reprodução / Instagram

De volta ao futebol desde que assinou com o Rio Branco (AC), o goleiro Bruno terá uma novidade para dar continuidade a sua carreira. Por decisão judicial, o atleta terá que usar tornozeleira eletrônica durante toda sua pena em regime semiaberto no estado do Acre, e isso inclui até em treinamentos e jogos.

De acordo com o pedido do Ministério Público do Acre, expedido pelo juiz da Vara de Execuções Penais, Hugo Torquarto, todos os reeducandos em regime semiaberto fazem uso do equipamento eletrônico. Portanto, Bruno não é uma exceção e terá que usar a tornozeleira de forma ininterrupta.

"Os reeducandos no regime semiaberto no Acre usam tornozeleira eletrônica. Outros estados não sei, alguns usam e outros não, mas aí vai de cada estado. No Acre usa. Não poderia ser diferente dele, porque ele não é melhor que ninguém, não é porque ele é famoso que não vai colocar", explicou o promotor de Justiça Tales Fonseca Tranin.

Entretanto, existe a possibilidade de revisão da decisão do uso da tornozeleira durante os jogos. Cabe ao advgado da defesa comprovar que não existe a possibilidade do equipamento durante os treinos e as partidas.

Bruno assinou com o Rio Branco (AC) em junho deste ano para tentar retomar a carreira de goleiro profissional. Aos 35 anos, Bruno cumpre regime semi-aberto pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Hulk fala após post de ex-mulher: 'Não era feliz no meu casamento'

Últimas