Esportes Judoca Maria Portela conquista medalha de ouro no Grand Slam de Tbilisi

Judoca Maria Portela conquista medalha de ouro no Grand Slam de Tbilisi

A judoca Maria Portela garantiu o Brasil no lugar mais alto do pódio ao conquistar a medalha de ouro do Grand Slam de Tbilisi, na Geórgia, neste sábado, batendo a russa Madina Taimazova na grande final da categoria médio feminina (70kg). Foi a primeira medalha do país na competição e o primeiro ouro do judô brasileiro no ano olímpico.

Com os mil pontos conquistados, Maria Portela deve subir no ranking mundial e se aproximar de uma posição de cabeça de chave para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Ela uma das atletas mais experientes do Circuito Mundial e havia vencido também o Campeonato Pan-Americano de Guadalajara, em novembro do ano passado.

Na Geórgia, a gaúcha de Santa Maria venceu cinco combates para conquistar seu terceiro título de Grand Slam. Primeiro, superou Ugne Pileckaite, da Lituânia, nas punições. Em seguida, bateu Donja Vos, da Holanda, por ippon, e, nas quartas de final, derrotou Asma Alrebai, do Bahrein, também nas punições.

Para chegar à decisão, a brasileira foi estratégica e contragolpeou a belga Gabriela Willems para anotar um waza-ari no golden score da semifinal. Na final, Portela foi estratégica, mais uma vez, e venceu nas punições (3 a 1) para finalizar o dia com o desempenho perfeito.

O Brasil ainda teve Ellen Santana nessa categoria. Na primeira luta, ela enfrentou a venezuelana Elvismar Rodriguez, que foi sua algoz na disputa de bronze do Grand Slam de Tashkent há duas semanas. Novamente, a brasileira levou a pior no combate e despediu-se mais cedo da competição.

No meio-médio feminino (63kg), a seleção contou com duas representantes e por pouco não teve mais uma atleta na disputa por medalhas. Depois de vencer Nadia Simeoli, da Itália, e Laerke Olsen, da Dinamarca, Ketleyn Quadros caiu para a russa Daria Davydova, nas quartas de final e não conseguiu se recuperaer na repescagem diante da húngara Szofi Ozbas. Assim, a brasiliense fechou sua participação com o sétimo lugar.

Na mesma categoria, Aléxia Castilhos começou bem a luta contra a chinesa Junxia Yang, pontuando com um waza-ari, mas sofreu a virada e não avançou na chave.

O Brasil não teve representantes nas categorias masculinas neste sábado. Eduardo Katsuhiro (73kg) testou positivo para a covid-19 e foi afastado da competição. Como medida preventiva, o meio-médio Eduardo Yudy Santos (81kg), que teve contato próximo com Katsuhiro, foi igualmente retirado do evento, apesar de testar negativo. Ambos estão assintomáticos e cumprindo os protocolos necessários sob supervisão da comissão médica da Confederação Brasileira de Judô (CBJ).

No domingo, último dia de competição, mais cinco brasileiros entram no tatame para finalizar a participação no Grand Slam: Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg), Rafael Silva (+100kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Beatriz Souza (+78kg).

Últimas