Esportes Jogadores e comissão técnica do Arsenal acertam redução salarial de 12,5%

Jogadores e comissão técnica do Arsenal acertam redução salarial de 12,5%

O elenco do Arsenal e o técnico Mikel Arteta acertaram nesta segunda-feira a redução dos seus salários em 12,5%, uma medida adotada para ajudar o clube londrino a lidar com o impacto financeiro da crise do coronavírus.

A redução voluntária do salários dos jogadores e da comissão começará a contar no próximo mês. "Houve uma clara apreciação da gravidade da corrente situação e um forte desejo de jogadores e funcionários para mostrar seu apoio à família Arsenal", anunciou o clube, que indicou a possibilidade de o valor ser pago no futuro, como premiação pelo bom desempenho esportivo.

"Se atingirmos metas específicas nas próximas temporadas, principalmente ligadas ao sucesso dentro de campo, nós pagaremos esses valores. Teremos condições de fazer esses pagamentos atingindo essas metas, que os jogadores podem influenciar diretamente e significará que nossa posição financeira será mais forte", explicou.

O clube do norte de Londres estava a oito pontos da zona de classificação à próxima Liga dos Campeões, com dez jogos a disputar, quando o Campeonato Inglês foi paralisado.

Nenhum jogo foi disputado na competição nas últimas seis semanas e a competição provavelmente não será retomada até pelo menos junho por causa da determinação de distanciamento social.

Na temporada passada, o Arsenal chegou à final da Liga Europa, perdendo para o Chelsea, tendo receita de 400 milhões de libras (aproximadamente R$ 2,64 bilhões, na cotação atual) e prejuízo de 32,2 milhões de libras (R$ 212,4 milhões).

Últimas