Jogada 10 Vasco retoma negociações com Betano por patrocínio máster

Vasco retoma negociações com Betano por patrocínio máster

Cruz-Maltino crê que o espaço mais nobre de sua camisa vale R$ 45 milhões anuais. Acordo deve ter metas que podem render mais R$ 10...

Jogada 10
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Jogada 10

O Vasco volta a negociar com a Betano por patrocínio máster. Em um primeiro momento, a conversa entre as duas partes estava progredindo, mas depois travou. A avaliação em São Januário é que o valor ideal a se receber pelo espaço mais nobre em sua camisa é R$ 45 milhões por ano. O clube ainda deseja adicionar metas no contrato que podem render mais R$ 10 milhões.

A Betano também optou por retomar as tratativas com o Cruz-Maltino, pois as conversas pela renovação do vínculo com o Fluminense estão emperradas. A intenção da casa de apostas é manter a parceria com o clube das Laranjeiras. Prova disso é que está promovendo uma flexibilidade de exigências para isso.

Com relação a valores, a pedida diminuiu e se aproximou da quantia que o Gigante da Colina entende como ideal. Ou seja, caso as conversas com o time das Laranjeiras não tenham um desfecho positivo, a Betano permanecerá no futebol, mas com um novo clube.

Aliás, o ponto principal que o Vasco busca para fechar com um novo patrocinador máster é que aceite pagar a multa rescisória do vínculo com a PixBet. O Cruz-Maltino já não exibe mais a marca da antiga parceira, porém precisa pagar R$ 4 milhões para dar fim a relação.

Vasco não tem sucesso em tratativas com a Estrela Bet

Por sinal, o Gigante da Colina esteve próximo de fechar com a EstrelaBet como patrocinadora máster. No entanto, as conversas não tiveram sucesso exatamente por conta da multa rescisória. Outras duas casas de apostas além da Betano estão em tratativas com o clube, porém ainda em estágio inicial. O Vasco estipulou o fim de fevereiro como prazo para definir o assunto.

Fim da parceria com a PixBet

O Gigante da Colina, aliás, rompeu com a casa de apostas PixBet, que era sua patrocinadora máster. Afinal, o clube entendia que estava sendo desvalorizado até porque no ano passado acertou que o repasse anual seria de R$ 22 milhões na renovação contratual.

Enquanto isso a mesma empresa fechou uma parceria com o Rubro-Negro de R$ 85 milhões por ano. Isso representa quase quatro vezes a quantia que o Vasco recebia. Tal situação e o atraso nos pagamentos irritou o Cruz-Maltino, que sinalizou o desejo de romper o vínculo. O clube entende que nesta temporada é necessário realizar uma recuperação no departamento comercial. Isso porque avaliou que o trabalho do diretor comercial, Caetano Marcelino, era negativo. Com isso, a SAF decidiu por demitir o profissional em novembro de 2023, mas ainda não contratou um substituto.

No seu último compromisso, o clássico com o Flamengo, o clube de São Januário acertou dois patrocínios pontuais. No caso, com a Buser e a Intermac, que renderam R$ 800 mil a mais. A segunda empresa, aliás, já é uma parceira do Gigante da Colina desde o ano passado e expõe sua marca no calção.

Ou seja, houve um fortalecimento da relação. Especificamente no empate com o Rubro-Negro por 0 a 0, a logomarca da seguradora de viagens foi estampada exatamente no espaço mais nobre da camisa.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Últimas