Jogada 10 Tiago Nunes explica mudança tática, após tropeço do Botafogo

Tiago Nunes explica mudança tática, após tropeço do Botafogo

Contra a Portuguesa, Tiago Nunes levou a campo um esquema do quatro na defesa, em vez de três, mas saiu com empate

Jogada 10
Foto: Vitor Silva/Botafogo

Foto: Vitor Silva/Botafogo

Jogada 10

O técnico Tiago Nunes mudou a formação tática do Botafogo para o jogo desta terça-feira (30), contra a Portuguesa. Ele abriu mão do esquema de três zagueiros e alinhou no 4-4-2. Mas as mudanças não tiveram êxito e o Glorioso acabou saindo de campo com um frustrante empate em 1 a 1. Assim, ficou com dez pontos e perdeu a chance de assumir a liderança provisória do Campeonato Carioca.

Após a partida, o treinador destacou o motivo de deixar de jogar com três defensores e preferir uma linha de quatro na retaguarda. De acordo com Tiago Nunes, ambos esquemas se complementam e a profundidade do elenco fará com que os melhores sobressaiam. Mesmo assim, ele lamentou que, apesar do bom número de chances criadas, o time tenha falhado defensivamente nas poucas chegadas do adversário.

“Fico satisfeito pois o treinador sempre busca que a equipe crie chances de gol e sofra poucas. Tivemos sete e sofremos apenas uma, que foi o gol. Temos que melhorar o aproveitamento ofensivo e não sofrer nesse detalhe, no lance pontual, num momento de mudança de sistema. O período é de adaptação, tenho observado jogadores em posições diferentes para termos uma amostragem ampla do grupo”, disse Tiago, prosseguindo:

“É uma tendência, criamos uma equipe para termos peças suficientes e alterná-las. É mais complexo jogar com uma linha de cinco, a cobertura é mais difícil. Mas os dois sistemas são conectados e, agora, precisamos repetir, ganhar ritmo e entender quais jogadores se comportam melhor. A ideia foi dar outro formato e construímos muitas chances de gol. Mas, nos faltou pontaria, até pela carga física”.

Improvisado, Tchê Tchê comenta mudança

Coringa no elenco de Tiago Nunes, o volante Tchê Tchê voltou a atuar improvisado, desta vez como lateral-direito. Ainda no intervalo do jogo, ao microfone do ‘Bandsports’, o jogador comentou a mudança e destacou que ouviu do treinador que a variação tática é uma evolução na maneira de atuar:

“Para mim muda muito, né? Ele (Tiago) me chamou em particular para falar sobre isso. Acho válido, ele sabe que não é minha preferência, mas sempre que foi necessário eu fiz, pelo bem do grupo. Vou continuar assim enquanto estiver aqui e espero que por bastante tempo. Sofremos alguns gols no ano passado e acho que é uma maneira de se defender melhor, se preservar mais. Ele falou que é uma espécie de evolução da forma de jogar, com quatro atrás”.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas