Jogada 10 Técnico argentino, ex-León, vira alvo do Cruzeiro para 2024

Técnico argentino, ex-León, vira alvo do Cruzeiro para 2024

Nicolás Larcamón foi demitido do León depois de eliminação no Mundial do Clubes. Técnico se enquadra no perfil ideal traçado pela Raposa...

Jogada 10
Reprodução/Twitter @NLarcamon

Reprodução/Twitter @NLarcamon

Jogada 10

O Cruzeiro tem um novo técnico em sua lista de monitoramento para a próxima temporada. Trata-se do argentino Nicolás Larcamón, que foi demitido do León, do México, na última sexta-feira (15/12). Assim, o desligamento ocorreu depois de sua equipe sofrer uma derrota para o Urawa Reds, do Japão, que custou a eliminação no torneio. A propósito, o comandante corresponde ao perfil ideal traçado pela Raposa. No caso, um estilo de futebol com intensidade e ofensivo, utilizando elenco com pequeno orçamento.

Além disso, a equipe mineira possui como outros candidatos a treinador os argentinos Fernando Gago e Gabriel Milito, além do brasileiro Thiago Carpini.

Larcamón afirmou que ainda está em Jeddah, na Arábia Saudita, onde ocorre o Mundial de Clubes. Assim, em entrevista à ‘Itatiaia’, ele declarou que analisará propostas apenas depois de voltar para casa.

“Estou resolvendo a questão da minha saída do León. Por isso, não tenho nada a dizer neste momento sobre meu futuro”, declarou.

Pontos que despertaram o interesse do Cruzeiro

– Desempenho com protagonismo, priorizando a posse de bola

– Preferência por futebol ofensivo

– Grande experiência com elencos e investimentos pequenos ou médios

– Fortalecimento das virtudes dos jogadores do grupo

– Boa relação com o grupo de trabalho e jogadores

– Defesa da aplicação de tecnologia no trabalho

Passagem de destaque no México

O comandante argentino fez bons trabalhos no México com passagens por Puebla e León. Assim, ele se destacou pelo estilo ofensivo.  Inclusive, é considerado uma espécie de Fernando Diniz no México.

Larcamón viveu no León o auge de sua carreira. Afinal, ele levou o time ao inédito título da Liga dos Campeões da Concacaf, a maior conquista do clube até o momento. Dessa forma, foi esse título que permitiu à equipe mexicana disputar a atual edição do Mundial de Clubes da Fifa, na Arábia Saudita.

Nicolás deixou o curso de arquitetura para tentar realizar o sonho de virar treinador. Seus primeiros passos no futebol foram nas categorias de base do pequeno Nuevas Chicago, Los Andes, em Banfield. E suas inspirações são Alejandro Sabella, Marcelo Bielsa e Gallardo.

Primeira oportunidade em um time profissional

A sua primeira chance em uma equipe principal foi no Anzoátegui, da Venezuela, em 2016, quando tinha 33 anos. Em seguida, ele mudou de ares, indo para o Chile após dois anos. Lá  trabalhou no Antofagasta, Huachipato – onde dirigiu o Soteldo – e Curicó Unido. Seus bons resultados lhe renderam uma indicação ao Puebla, do México, pelo técnico Jaime Lozano em 2020.

Em território mexicano, sua carreira despontou. Afinal, em sua primeira competição à frente do Puebla, Lamarcón chegou à semifinal do torneio Clausura. Tal resultado não ocorria há 11 anos. Contudo, os resultados expressivos não foram o principal destaque , mas sim o bom futebol, que surpreendeu a mídia e os torcedores.

“La Franja (apelido do Puebla) se converteu em um dos times protagonistas do futebol mexicano desde a chegada de Nicolás Larcamón ao banco devido ao impacto do técnico argentino”, classificou a ‘ESPN’ do México.

Do mesmo modo, o portal ‘VAR Deportivo’ caracterizou Nicolás como “especialista em trabalhar em clubes com orçamentos pequenos e médios, o que não é pouca coisa quando o dinheiro cada vez mais determina os times que serão protagonistas”.

Confronto com velho conhecido do Cruzeiro

Ainda quando trabalhava no Puebla, Lamarcón enfrentou Paulo Pezzolano, ex-técnico do Cruzeiro, e que na oportunidade comandava o Pachuca, também do México. Eles se enfrentaram duas vezes e o retrospecto, aliás, é bem equilibrado, pois cada um dos comandantes soma um resultado positivo.

Números gerais da carreira de Nicolás Larcamón

282 partidas

113 vitórias 88 empates 81 derrotas 376 gols feitos e 325 sofridos

50,47% de aproveitamento em números gerais da carreira

Clubes de sua carreira

Anzoátegui-VEN (2016 e 2017) Antofagasta-CHI (2018) Huachipato-CHI (2018 e 2019) Curicó Unido-CHI (2020) Puebla-MEX (2020 até 2022) León-MEX (2022 a 2023)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Últimas