Jogada 10 No fim, Milan derrota Udinese em jogo marcado por racismo

No fim, Milan derrota Udinese em jogo marcado por racismo

Goleiro Maignan sofre ofensas racistas no primeiro tempo, mas vê o Milan "se vingar" com vitória por 3 a 2 no Campeonato Italiano

Jogada 10
Foto: Divulgação / Milan

Foto: Divulgação / Milan

Jogada 10

Em partida de cinco gols e marcada por racismo contra o goleiro Maignan, o Milan venceu a Udinese por 3 a 2 com gol nos acréscimos, neste sábado (20). Loftus-Cheek, Jovic e Okafor marcaram para o Rubro-Negro, enquanto Samardzic e Thauvin balançaram as redes para os donos da casa. A partida foi válida pela 21ª rodada do Campeonato Italiano.

Com o resultado, o Milan segue em terceiro lugar na competição, com 45 pontos, seis atrás da líder Internazionale de Milão, que ainda joga na rodada, mas não neste final de semana, afinal, disputa a Supercopa da Itália. Entre eles, aparece ainda a Juventus, com 49. A Velha Senhora, por sua vez, entra em campo neste domingo (21), quando visita o Lecce. A Udinese está em 17º, com 18 pontos.

O Milan começou melhor, apostando na grande fase de Giroud. Afinal, o francês é vice-artilheiro da competição, com 10 gols. Os rossoneros também levaram perigo com algumas chegadas de Theo Hernández e Rafael Leão. No entanto, quem abriu o placar foi Loftus-Cheek. Aos 31, ele recebeu grande passe de Theo e finalizou muito bem.

Dois minutos depois, o momento mais importante e, infelizmente, triste do jogo. O goleiro Maignan, do Milan, ouviu ofensas racistas, saiu do gramado, ficou cerca de cinco minutos no vestiário e voltou para o jogo. Aliás, aos 28, o arqueiro francês já tinha ouvido esse tipo de ofensa e comunicado ao árbitro. Logo após voltar, o arqueiro passou a ser vaiado quase que em todo toque na bola.

Dessa forma, imaginou-se que Maignan poderia ficar abalado, ainda mais porque a Udinese empatou aos 42, com Samardzic de fora da área.  A bola entrou em seu canto direito, e ele ficou de joelhos no meio do gol. No entanto, não teve culpa no lance, afinal, houve desvio na zaga milanista.

A segunda etapa, por sua vez, começou com boa cabeçada de Giroud, que exigiu boa defesa do goleiro da Udinese, aos 13. No entanto, quem marcou foi a Udinese. Três minutos mais tarde, Thauvin fez grande jogada individual e partiu para cima da marcação de Theo Hernández e Reijnders. A dupla bateu cabeça, e a bola ficou limpa para o francês marcar.

O Milan, então, partiu para tudo ou nada, afinal, o treinador Stefano Pioli colocou um time com três atacantes: Leão, Giroud e Jovic. E deu resultado: aos 38, o primeiro cruzou na área e encontrou Theo Hernández. O francês deu lindo passe para Giroud, que chutou no travessão, com a bola ficando em cima da linha. Esperto, Jovic se jogou e fez 2 a 2.

Nos acréscimos, Okafor deu números finais. Em cobrança de escanteio, a bola sobrou para o suíço Okafor, um quarto atacante em campo naquele momento.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas