Jogada 10 ‘Não vamos modificar nada’, diz Felipão, após derrota do Atlético para o Cruzeiro

‘Não vamos modificar nada’, diz Felipão, após derrota do Atlético para o Cruzeiro

Felipão ressaltou, durante entrevista coletiva, que o Cruzeiro foi melhor que o Atlético na noite deste sábado, mas tem convicção no...

Jogada 10
Foto: Pedro Souza / Atlético

Foto: Pedro Souza / Atlético

Jogada 10

O técnico Luiz Felipe Scolari, do Atlético, mostrou que assimilou bem a derrota para o Cruzeiro por 2 a 0, no clássico, na noite deste sábado (3), na Arena MRV, pelo Campeonato Mineiro. Questionado sobre o que mudar, ele garantiu que é necessário seguir com o trabalho e cronograma montado.

O Atlético tem sido questionado sobre o futebol pobre de ideias, com poucas possibilidades em campo, sem chegadas claras e lances perigosos. No entanto, Felipão alertou que não vai alterar nada em seu trabalho atual e vai seguir com o planejamento.

“Não vou fazer nada. Vamos fazer o que estamos fazendo. São três jogos. Não temos 20 dias de treinos. Não é o início, mas a chegada que vai dizer alguma coisa. Vamos seguir diante do que estamos trabalhando. Não vamos modificar nada. Temos um cronograma de trabalho e estamos seguindo. Perdemos o Zaracho. Estamos tentando fortificar o grupo. Até o fim do ano teremos todos em condições. Não esperávamos a derrota. Aconteceu e temos que trabalhar em cima da derrota”, observou.

Decepção geral do Atlético

No início da entrevista, aliás, Felipão foi questionado sobre o que falar com o torcedor neste momento. Afinal, o Atlético não conseguiu vencer o Cruzeiro na Arena MRV – são dois jogos e duas derrotas. O treinador, todavia, evitou se comprometer.

“Não tenho o que explicar. O torcedor está decepcionado assim como a gente. Não jogamos o que pretendemos e o que achamos que podemos. O jogo igual foi até a hora do gol. Tivemos a bola do jogo no início e não conseguimos o gol. Não se explica, é um jogo de igualdade. Temos uma boa equipe, mas devemos respeitar e sabemos que o Cruzeiro tem uma boa equipe. Eles foram melhores. O jogo não foi bonito. Não tem o que explicar. Aconteceu porque é um jogo de futebol”, acrescentou.

A bola antes entrava

Sobre a questão de posicionamento dos atletas, Felipão ressaltou que a forma de jogo é a mesma que a temporada passada. O treinador ressaltou, então, a diferença de 2023 para 2024.

“Ano passado, a bola do Paulinho entrada. Esse ano não entrou. Não adianta acharmos e formularmos… São detalhes que temos que trabalhar durante a semana, para quando acontecer durante os jogos e, com mais frequência, chances acontecerem mais vezes em melhores oportunidades. O Paulinho está da forma que estava no ano passado. Esse ano ainda não deu. Não adianta ficarmos malucos com esse tipo de detalhe. Vamos trabalhar para arrumar as coisas”, finalizou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas