Jogada 10 Corinthians tenta correção de rota após gafes de Augusto Melo

Corinthians tenta correção de rota após gafes de Augusto Melo

Conselheiros do Timão ligam alerta após erros do presidente nas últimas semanas e colocam contratação de dirigente como prioridade

Jogada 10
Foto: Jozzu/Agência Corinthians

Foto: Jozzu/Agência Corinthians

Jogada 10

Após uma série de percalços, confusões e gafes, Augusto Melo e seus aliados planejam uma mudança de rota na gestão do Corinthians. Isso porque os últimos episódios causaram grande constrangimento dentro do clube e, agora, a diretoria entende que precisa se impor mais durante o ano.

Um dos principais objetivos é contratar um executivo de futebol para trabalhar com Rubens Gomes, o Rubão. O conselheiro dirige o departamento de maneira não remunerada, mas não é visto como um especialista. Na visão de alguns conselheiros, se um diretor estivesse no Corinthians desde o início da temporada, episódios como o de Lucas Veríssimo e Matheuzinho não tinham acontecido no clube.

Outra mudança apontada como necessária é em relação às declarações de Augusto Melo. Os conselheiros entendem que o presidente precisa tomar cuidado nas entrevistas, falando apenas de contratos que estejam realmente assinados ou concretizados. Há ainda quem acredite que o mandatário precisa se alinhar mais com o departamento de comunicação do clube para evitar gafes.

Dentro do clube, o sentimento é de apoiar Augusto Melo neste momento. A avaliação é que está cedo para uma cobrança direta e que o mandatário precisa de um voto de confiança para fazer o ”choque de gestão” tão falado em sua campanha. Apesar do grande número de casos assustar, a ideia é afastar qualquer onda de pressão no presidente.

Gafes cometidas pelo presidente do Corinthians em 2024

Afinal, Augusto Melo começou a ser questionado por diversas gafes que cometeu em entrevistas recentes. Uma delas acabou sendo a confirmação da compra do zagueiro Lucas Veríssimo. O mandatário afirmou que realizou um acordo com o Benfica para adquirir o defensor, mas o jogador nunca assinou o contrato. Assim, ele recebeu uma oferta vantajosa do Qatar e deixou o Parque São Jorge.

Outro caso parecido ficou na novela de Matheuzinho. Afinal, em entrevista para o programa ‘Jogo Aberto’, Augusto Melo revelou que o jogador ia ser adquirido pelo Timão e já treinava com o restante do elenco. Contudo, Corinthians e Flamengo não chegaram a um acordo no contrato de empréstimo e o lateral voltou para a Gávea.

Aliás, outra situação que causou constrangimento aconteceu com o novo patrocínio máter. Quando o Alvinegro anunciou o novo patrocinador, há duas semanas, Augusto Melo, presidente do Corinthians, disse que a Vaidebet seria responsável pelo pagamento da multa pelo rompimento do vínculo com a antiga patrocinadora. Contudo, a empresa ratificou dizendo que este não era o acordo. Agora, o mandatário será o responsável por pagar a quebra de contrato.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Últimas