Jogada 10 Caio Paulista é apresentado no Palmeiras e explica saída do São Paulo

Caio Paulista é apresentado no Palmeiras e explica saída do São Paulo

Jogador disse que não teve culpa nas negociações, se diz feliz no Verdão e mira Supercopa no começo da temporada

Jogada 10
Foto: Reprodução/TV Palmeiras/FAM

Foto: Reprodução/TV Palmeiras/FAM

Jogada 10

O Palmeiras apresentou, nesta segunda-feira (15), o atacante/lateral Caio Paulista. O jogador chegou no Verdão após boa passagem pelo São Paulo, onde foi um dos destaques da equipe na conquista da Copa do Brasil no ano passado. Pelo Alviverde, ele vestirá a camisa de número 16. Contudo, o atleta não conseguiu escapar das perguntas sobre a ”pulada de muro”.

O jogador tinha tudo acertado para permanecer no São Paulo. Entretanto, acabou assinando com o Palmeiras. Caio disse que não teve culpa em nada que aconteceu e disse estar feliz com a transferência para o Verdão.

“No futebol a gente sabe que a única garantia é com papel na mesa. Apenas falar e falar, nada se resolve. Mas de lá para cá, as coisas foram conduzidas na melhor forma, do meu lado deixei tudo com meus empresários, eles dão o suporte e estavam envolvidos em todas as reuniões. Não teve nada que pude ter culpa, foquei nas férias, fiquei com a família e graças a Deus teve a negociação, estou muito feliz. Lá dei meu melhor, deste lado não vai ser diferente”, disse Caio, que prosseguiu.

“Eu acredito e aprendi na vida que as condutas das outras pessoas não podemos controlar. Podemos controlar nossas ações, como levamos a vida. Estou em paz, como eu disse, sempre fui um cara honesto, nunca fiz sacanagem com ninguém, sou trabalhador e acredito que a imagem que tem para passar de mim, quem me conhece é minha família. Sou muito bem educado, sobre isso estou em paz, virei a página, estou em um clube gigante também e vou focar na minha vida, seguir em frente. O que passou, passou. Agora novos ares, uma nova casa e uma nova família”.

Caio Paulista mira Supercopa

Aliás, logo no começo da temporada, o jogador terá um reencontro com seu ex-clube valendo taça. Afinal, o Palmeiras encara o São Paulo no dia 4 de fevereiro, no Mineirão, valendo a Supercopa do Brasil. E o lateral disse fazer de tudo pelo título.

“Jogar em uma final não precisa de mais motivação, vou tratar como é, uma final em que todos querem ganhar. São Paulo é uma grande equipe, vamos encontrar dificuldades e vamos fazer de tudo pelo título. Nada além disso, só o que é do jogo. Vou tratar como uma final, independente de quem está do outro lado”, falou o jogador.

No Palmeiras, Caio Paulista terá a concorrência de Piquerez e Vanderlan na lateral. O jogador não disse que chegou já pensando que seria titular de cara e ressaltou sua versatilidade, já que pode atuar como atacante também.

“Nenhum jogador assina contrato para ser titular. Tem que buscar o espaço, um ambiente novo, onde eu vou ter que criar minhas oportunidades, trabalhando bastante no dia a dia. Isto é com o professor Abel, vou trabalhar todos os dias, na hora que definir a equipe ele vai escolher quem jogar, mas quando tiver a oportunidade vou me preparar para aproveitar da melhor forma”, disse o atleta, que seguiu.

“Jogar na lateral no começo foi difícil, tinha deficiência na hora de marcar, fechar a linha. Vi vídeos, os treinadores me fizeram dar mais ênfase ao aspecto defensivo e fui sabendo lidar e entender mais a função de um lateral, quando fechar, quando descer, quando fechar a linha. Isto ajudou e agora domino a função. Tenho muito a evoluir, mas estou familiarizado com o corredor esquerdo. Jogava na frente, agora na lateral, estou bem adaptado”, finalizou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Últimas