Esportes Jô rescinde contrato com Corinthians após ser visto em pagode e faltar em treino

Jô rescinde contrato com Corinthians após ser visto em pagode e faltar em treino

O Corinthians rescindiu o contrato com o atacante Jô nesta quinta-feira. O mau comportamento extracampo do centroavante tem se repetido. O atacante de 35 anos, que tinha vínculo até dezembro de 2023, havia faltado ao treino da última quarta-feira, o primeiro de vários neste ano. Na terça, ele foi flagrado em uma casa noturna durante o jogo entre Corinthians e Cuiabá pelo Brasileirão, e o vídeo viralizou com críticas ao atleta, que trata uma lesão no pé.

"Nesta quinta-feira (09), o Sport Club Corinthians Paulista e o atleta Jô chegaram a um acordo para o encerramento do contrato. O jogador manifestou a vontade de rescindir o vínculo de forma antecipada. O Corinthians aceitou a decisão do atleta e informa que o contrato, com validade até dezembro de 2023, foi encerrado. Ao Filho do Terrão, maior artilheiro da história da Neo Química Arena, bicampeão Brasileiro e campeão Paulista, o Corinthians agradece por todos os momentos e deseja o melhor na sequência da carreira de um dos grandes nomes da história do Clube", disse o clube em nota.

Em março, Jô foi multado pelo clube por faltar dois dias seguidos aos treinamentos. À época, o jogador teria comemorado o seu aniversário de 35 anos fora da cidade e não teria conseguido voltar a tempo para se apresentar ao clube em São Paulo. Ele não havia sido relacionado para o jogo contra o Novorizontino, no domingo, pela última rodada da primeira fase do Paulistão. Mas deveria ter se apresentado no CT Joaquim Grava para seguir o tratamento de um desconforto muscular na coxa.

"O Jô tem que aprender que é preciso conduta profissional. Jogador experiente, espero que ele tenha aprendido com a situação e não volte a acontecer. Costumamos dizer que na vida podemos errar, mas duas não podem acontecer", havia afirmado Vítor Pereira em março, dando um ultimato ao jogador.

POLÊMICAS

Após o fim da última rodada do Brasileirão do ano passado, no dia 9 de dezembro, Jô desapareceu por três dias após supostamente ir a uma festa de Douglas Costa, do Grêmio, em Porto Alegre. O time paulista estava no Rio Grande do Sul para o jogo contra o Juventude, que garantiu a permanência na Série A ao vencer por 1 a 0.

Em junho do ano passado, entrou em campo com uma chuteira verde, que ele alegou ser azul, e foi alvo da torcida e de uma multa por parte do clube. Meses antes, publicou fotos em um hotel com Otero, ex-jogador do Corinthians, em meio a um surto de covid-19 no elenco da equipe.

Ao reaparecer, Jô foi às redes sociais pedir desculpas à família e anunciar o fim de seu casamento. "Sou um otário", escreveu. Como os jogadores estavam de férias, o Corinthians não se pronunciou sobre o episódio.

Em 2010, quando atuou emprestado pelo Manchester City ao Everton, também da Inglaterra, foi mandado de volta antes do fim do vínculo por falta a treinamentos do time. O comportamento do jogador irritou o técnico David Moyes, que lamentou dar várias chances ao atleta.

Últimas