Esportes 'Isso não é F-1', diz Verstappen após punição no GP da Arábia Saudita

'Isso não é F-1', diz Verstappen após punição no GP da Arábia Saudita

Piloto da Red Bull recebeu o prêmio de piloto do dia, em uma eleição realizada pelos fãs, e disse que "eles sabem o que é corrida"

Agência Estado - Esportes
Piloto da Red Bull recebeu o prêmio de piloto do dia

Piloto da Red Bull recebeu o prêmio de piloto do dia

EFE/EPA/NOUSHAD THEKKAYIL - 21/11/2021

O holandês Max Verstappen chegou em segundo no caótico GP da Arábia Saudita, neste domingo (5), que teve duas bandeiras vermelhas, colisões entre ele e o inglês Lewis Hamilton e uma punição de cinco segundos por direção perigosa contra o rival da Mercedes que o tirou da disputa pela vitória. O resultado final não o deixou chateado, mas sim a penalidade citada e a forma como a Fórmula 1 está tratando as provas.

O piloto da Red Bull recebeu o prêmio de piloto do dia, em uma eleição realizada pelos fãs, e disse que "eles, sim, sabem o que é corrida", por isso foi reconhecido na votação. "[A prova] foi muito agitada, muitas coisas aconteceram, com as quais não concordo totalmente, mas é o que é, pelo menos tentei dar tudo de mim no caminho certo", comentou Verstappen na entrevista após o GP. "Não tenho certeza se os pneus durariam até o fim, só faltou um pouco de borracha. Mesmo assim, o segundo lugar ainda é bom."

"Felizmente, os fãs têm uma mente clara sobre o que é corrida. O que aconteceu hoje é inacreditável. Estou apenas tentando competir. Este esporte é mais sobre penalidades do que corrida. Para mim, isso não é F-1. Pelo menos os torcedores gostaram", prosseguiu.

Depois da prova, já fora do carro, Verstappen foi mais brando nas reclamações e aproveitou para valorizar o rendimento com os pneus médios desgastados no final. "Foi uma corrida muito agitada, muita coisa aconteceu, algumas com as quais eu não concordo, mas é assim que as coisas são. Pelo menos tentei fazer o meu melhor e dentro da pista, não sei como meus pneus aguentaram até o fim. Foi bom do começo ao fim do último stint", disse.

Antes da punição de cinco segundos, Verstappen havia sido instruído a devolver a posição a Hamilton. Ao que parece, a Mercedes não avisou ao heptacampeão mundial a tempo e ele bateu na traseira da Red Bull do holandês, que havia reduzido para deixá-lo passar. "Eu diminuí e queria deixá-lo ir", disse ele sobre o incidente citado. "Então, fiquei à direita, mas ele não queria ultrapassar e então nos tocamos. Eu realmente não entendi o que aconteceu ali."

Os dois chegam à última etapa, em Abu Dabi, empatados com 369,5 pontos. Quem concluir a corrida à frente, será o campeão, e Verstappen foi direto sobre as expectativas: "Será decidido lá. Esperançosamente, teremos um bom fim de semana, mas vamos ver".

Conheça o iate de Michael Jordan, avaliado em R$ 450 milhões

Últimas