Esportes Guarani e Ponte Preta fazem o 'dérbi dos desesperados' no Brinco de Ouro

Guarani e Ponte Preta fazem o 'dérbi dos desesperados' no Brinco de Ouro

O capítulo 202 de uma das maiores rivalidades do futebol brasileiro será escrito na noite deste sábado. A partir das 20h30, Guarani e Ponte Preta fazem o "dérbi dos desesperados" no estádio Brinco de Ouro, pela oitava rodada do Campeonato Paulista. A situação dos dois times é parecida. Empatados com sete pontos, aparecem na terceira colocação dos Grupos A e D, respectivamente. Apesar de existir chances de classificação, o objetivo principal é escapar do rebaixamento.

Uma derrota neste dérbi também pode significar o fim da linha de um dos dois treinadores - Daniel Paulista no Guarani ou Gilson Kleina na Ponte Preta -, que chegam pressionados por conta dos últimos maus resultados.

No retrospecto geral, os números são equilibrados. São 68 vitórias do Guarani contra 66 da Ponte Preta, além de 66 empates e um resultado desconhecido. Cada time marcou 207 gols.

Por determinação do Ministério Público, o dérbi será realizado mais uma vez com torcida única. Mas isso não significa muita coisa. Na última quarta-feira, um ônibus com torcedores do Guarani sofreu uma emboscada de ponte-pretanos quando retornava de Itu, onde o time perdeu para o Ituano, por 3 a 0.

Na corda bamba, o técnico Daniel Paulista deu a entender depois da derrota em Itu que vai mexer no time do Guarani. Uma alteração quase certa é a entrada de Derlan na zaga no lugar de Ernando, que falhou em dois dos três gols marcados pelo Ituano. No meio-campo, Vitinho pode ser a novidade na vaga de Índio.

"É um jogo diferente e a gente precisa encarar dessa forma. A transpiração precisa ser maior que a inspiração. É determinante para a sequência na competição", afirmou Daniel Paulista.

Bastante criticado pelos torcedores por conta das duas derrotas seguidas em casa - 2 a 1 para o São Paulo e 1 a 0 para o Botafogo -, Gilson Kleina não deve abrir mão do esquema de três zagueiros na Ponte Preta. O último treino aconteceu na tarde desta sexta-feira e o treinador tem dúvidas na lateral direita e no meio-campo.

"O torcedor está chateado, também estamos muito decepcionados. Vamos sair dessa situação, vamos reverter. É uma situação incômoda, mas em toda dificuldade vem a oportunidade. Que a gente possa ter outro comportamento no clássico para sair vencedor no dérbi", prometeu Kleina, muito xingado pela torcida e criticado pela imprensa após a derrota em casa para o Botafogo, na quarta-feira.

Últimas