Goleiro Rafael destaca o 'projeto' para trocar Cruzeiro pelo Atlético-MG

Trocar o Cruzeiro pelo Atlético-MG não é uma negociação fácil. Na história, as transações mais marcantes foram do lateral-direito Nelinho em 1982 e do zagueiro Leonardo Silva em 2010. O fato mais recente envolve o goleiro Rafael que, em entrevista nesta quarta-feira, explicou o motivo por escolher atuar no maior rival da equipe celeste.

"Quando eu saí do Cruzeiro, conversei com meu empresário, ele trouxe alguns projetos, entre eles o do Atlético. É um projeto grandioso, audacioso, que busca um crescimento muito grande. A gente pode conquistar muitos títulos, ter uma projeção muito boa. Falo isso por todos os jogadores que aqui estão. Foi um casamento muito bacana e tranquilo. Fiquei muito feliz pela oportunidade", disse o atleta, de 30 anos, oitava contratação do clube na temporada.

Rafael fez questão de lembrar que outros jogadores já traçaram este caminho. "Grandes nomes construíram uma história no clube. Estou chegando agora, sei que tenho que percorrer um grande caminho pra fazer a história que esses grandes profissionais fizeram. É o que vou buscar. São espelhos para mim, e vou trabalhar e me dedicar para construir uma história tão bonita igual eles fizeram."

Rafael comentou também o fato de disputar a posição de titular com um dos maiores símbolos do clube, o goleiro Victor. "Vou me dedicar para fazer meu melhor. E pra jogar, é claro. Como o Victor vai fazer, como o Matheus (Mendes) vai fazer, como o Michael vai fazer. Vim para fazer parte da família Atlético", afirmou o goleiro, que foi reserva de Fábio no Cruzeiro.

Rafael aproveitou para explicar o fato de ter apagado as fotos nas redes sociais nas quais aparece com a camisa do Cruzeiro. "A minha história nunca vai se apagar. Começo uma história nova. Hoje em dia as redes sociais vieram para ajudar, para acelerar as informações, mas ela também vem com duras críticas. Preferi apagar as fotos. Não para apagar minha história, porque história todos nós temos, e isso jamais se apaga, mas para demonstrar que hoje estou começando uma nova história."

O goleiro afirmou ter saído do Cruzeiro sem nenhum problema. "Não tenho mágoa. Deixo grandes amigos lá, grandes pessoas, que vou ter um carinho e admiração por toda minha vida, uma gratidão por terem me ajudado. Mas sigo em frente. Continuo respeitando, admirando, mas venho pra cá pra fazer história, pra fazer novos amigos, conhecer novos profissionais que também vão me ajudar a crescer. Sem mágoa nenhuma, eu sigo em frente."

O Atlético treinou mais uma vez nesta quarta-feira de olho no clássico de sábado, às 19 horas, no Mineirão. As duas equipes brigam por uma vaga no quadrangular decisivo. Em quinto lugar, o Atlético tem 12 pontos, contra 14 do rival.