Esportes Gilberto sai do banco para ajudar Bahia a se reabilitar e afundar a Chapecoense

Gilberto sai do banco para ajudar Bahia a se reabilitar e afundar a Chapecoense

O Bahia se reabilitou da derrota para o América-MG, em casa, no meio de semana, graças a Gilberto. O atacante saiu do banco de reservas no segundo tempo para marcar e participar do lance do outro gol na vitória sobre a Chapecoense, por 2 a 0, na Arena Condá, neste domingo pela manhã. Com o triunfo, o time baiano subiu para o quinto lugar, enquanto o adversário segue sem ganhar e entre os piores do Brasileirão.

Apesar de jogar fora de casa, o Bahia teve a posse de bola, mas sofreu na parte de criação. A Chapecoense encurtou o espaço do rival, que teve a melhor oportunidade em uma jogada de contra-ataque. Daniel acionou Maycon Douglas em velocidade. O atacante passou pela marcação e chutou para a defesa de João Paulo.

Se o Bahia lutou contra a falta de criatividade, a Chapecoense ficou ainda mais aquém. O time catarinense não conseguiu construir uma jogada de perigo durante os 45 minutos iniciais e só não saiu atrás do placar por causa do goleiro João Paulo, que salvou em um arremate do meia Daniel. A equipe da casa focou apenas em se defender.

No segundo tempo, o técnico Jair Ventura abriu mão do esquema de três zagueiros, mas o jogo continuou sem muita emoção. A Chapecoense foi chegar pela primeira vez na partida aos 16 minutos, quando Fabinho recebeu dentro da área e finalizou muito mal, desperdiçando grande chance de enfim abrir o placar.

Sem poder ofensivo, Dado Cavalcanti colocou o atacante Gilberto no jogo. Na primeira chance do artilheiro, o placar foi modificado. Aos 21 minutos, ele aproveitou falha de Darlan, ajeitou e, com categoria, estufou as redes para abrir o marcador. Rodriguinho, aos 23, fez o segundo e liquidou a fatura. A Jogava passou por Gilberto, que não finalizou, mas o meia estava bem posicionado para ampliar.

A Chapecoense ainda tentou um abafa final para evitar a derrota, mas continuou sem vencer na competição. Após uma cobrança de falta, Perroti aproveitou a falha da defesa baiana para marcar, mas a arbitragem, com ajuda do VAR, anulou o lance ao sinalizar impedimento.

Na próxima rodada o Bahia enfrenta o Juventude, quarta-feira, às 18 horas, no estádio Pituaçu, em Salvador. Na quinta-feira, às 21 horas, a Chapecoense recebe o Corinthians, na Arena Condá.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 2 BAHIA

CHAPECOENSE - João Paulo; Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Derlan e Ezequiel (Alan Santos); Lima, Anderson Leite e Ravanelli (Felipe Baxola); Fernandinho (Geuvânio), Kaio Nunes (Fabinho) e Anselmo Ramon (Perotti). Técnico: Jair Ventura.

BAHIA - Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Luiz Otávio, Juninho e Matheus Bahia; Jonas (Lucas Araújo), Thaciano e Daniel (Matheus Galdezani); Maycon Douglas (Óscar Ruiz), Thonny Anderson (Gilberto) e Rodriguinho (Patrick de Lucca). Técnico: Dado Cavalcanti.

GOLS - Gilberto, aos 21, e Rodriguinho, aos 23 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Derlan e Ezequiel (Chapecoense); Thonny Anderson (Bahia).

ÁRBITRA - Edina Alves Batista (SP).

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).

Últimas