Esportes Gaviões exige saídas de Sylvinho e Roberto de Andrade do Corinthians após derrota

Gaviões exige saídas de Sylvinho e Roberto de Andrade do Corinthians após derrota

Principal torcida organizada do Corinthians, a Gaviões da Fiel perdeu a paciência com Sylvinho após a derrota por 1 a 0 para o São Paulo e exige que o presidente Duílio Monteiro Alves demita o treinador. Os torcedores ficaram extremamente revoltados com a apatia do time no Morumbi e também cobram a saída do diretor de futebol, Roberto de Andrade.

Na visão da torcida uniformizada, o futebol corintiano está muito aquém do prometido após a chegada dos reforços. Na visão da Gaviões, Sylvinho não mostra evolução no comando da equipe e já teve tempo o suficiente para ajustar o grupo no Brasileirão.

"Embora a diretoria do Corinthians tenha realizado importantes contratações, o desempenho dentro de campo continua abaixo do esperado pela Fiel Torcida", iniciou seu texto de protesto a Gaviões.

"Desde a sua contratação (Sylvinho) não consegue organizar o elenco, não soube montar um time forte como deveria ser e continua insistindo em escalações que nunca deram certo e ainda sequer realiza todas as substituições quem tem à disposição numa partida", seguiu a cobrança.

Sylvinho não costuma utilizar as cinco mudanças a que tem direito no Brasileirão e vem sendo muito cobrado por não arriscar, tampouco mexer na maneira de a equipe atuar. Os torcedores veem o time "previsível", apesar de o técnico se defender e dizer o contrário. Mesmo assim, o treinador prometeu mudanças na armação já para os próximos jogos. A torcida, porém, já não confia em seu trabalho. E o vê como inexperiente.

"O Corinthians não é para iniciantes e estagiários. Não sabe escalar. Não sabe motivar. Não serve para o Corinthians. Fora Sylvinho. Roberto de Andrade, fora! Ao Sr. Presidente Duílio, honre suas palavras", terminou o texto a torcida.

O homem forte do comando corintiano, entretanto, garante não haver motivos para dispensar Sylvinho. Resta saber se suportará a pressão das arquibancadas. Domingo o clube visita o Inter. A volta para casa será dia 1° de novembro, contra a lanterna Chapecoense, jogo no qual terá 100% de capacidade da Neo Química Arena à disposição.

Últimas