Futebol Weverton defende rodízio no Palmeiras: 'A 1ª foto nunca será igual à última'

Weverton defende rodízio no Palmeiras: 'A 1ª foto nunca será igual à última'

O goleiro Weverton defendeu nesta terça-feira a tática de rodízio nas escalações do Palmeiras, estratégia utilizada desde o ano passado pelo técnico Luiz Felipe Scolari. Na opinião do jogador, a prática é útil para dar descanso a quem está desgastado, prestigiar quem vive melhor momento e manter todos os atletas motivados e na expectativa de uma chance.

"A primeira foto (do time) nunca vai ser igual à última. A gente não se desesperar porque a princípio ficou fora. Quando cheguei, o Roger (Machado) me colocou como terceira opção. Eu não esperava ter chance", disse o goleiro em entrevista coletiva. Weverton se tornou titular ainda sob o comando do próprio Roger, em julho, depois não deixando mais a posição.

O Palmeiras quer manter o rodízio no time titular nesta temporada. Por isso, nesta quarta-feira a equipe recebe o Botafogo de Ribeirão Preto, no Allianz Parque, pelo Campeonato Paulista, com até sete alterações em comparação ao time da estreia no domingo, contra o Red Bull Brasil. O próprio Weverton pode sair e dar lugar a Jailson, que treinou no gol na última segunda-feira.

"Todo mundo tem que trabalhar para estar pronto e dar opção ao Felipão. O mais importante é ter opções boas, e isso temos", disse o jogador, que considera o rodízio uma forma de aumentar o nível do elenco. "O objetivo de todos é jogar. Há uma competitividade legal entre a gente, e a decisão do Felipão a gente vai respeitar sempre", comentou.

A equipe encerrou a preparação para o jogo contra o Botafogo com um treino fechado na Academia de Futebol. Para a partida no Allianz Parque foram vendidos antecipadamente 20 mil ingressos. O jogo terá início às 21 horas.