Futebol Vícios e indisciplina impediram sucesso de Valdiram no futebol

Vícios e indisciplina impediram sucesso de Valdiram no futebol

Falta em treinos por conta de problemas com álcool, drogas e sexo fizeram ex-artilheiro da Copa do Brasil saltar de time em time e acabar na rua

Valdiram foi internado duas vezes para se livrar de vícios

Valdiram foi internado duas vezes para se livrar de vícios

Reprodução/RecordTV

Artilheiro da Copa do Brasil em 2006, pelo Vasco, Valdiram Caetano Morais foi encontrado morto na noite desde sábado (20) na zona norte de São Paulo.

O ex-atacante nasceu em Canhotinho, no interior de Pernambuco, em 1982. Foi só em 2000 que seu talento foi descoberto pelo treinador Roberval Davino, que o promoveu para a equipe principal no CRB, de Alagoas. Ele, então, foi emprestado para Mirassol e Anápolis, mas acabou sendo negociado com o futebol português, em 2003. 

Na Europa, Valdiram jogou uma temporada completa pelo Belenenses e marcou dois gols nos 27 jogos disputados. Tal atuação não lhe rendeu novas possibilidades no velho continente e ele retornou ao Brasil para jogar pelo Cianorte e pelo Esportivo-RS. 

Valdiram chegou a atuar com Romário no Vasco

Valdiram chegou a atuar com Romário no Vasco

Reprodução

Foi então que o Vasco da Gama viu algo de diferente no jogador e o contratou para a temporada de 2006, na qual teria como companheiro de ataque o baixinho, Romário.

O reconhecimento nacional veio com a campanha que levou ao vice-campeonato do cruzmaltino na Copa do Brasil daquele ano, da qual ele foi artilheiro, com 6 gols marcados.

A rapidez na ascensão somente pode ser comparada à da queda. O vício em bebidas, drogas e sexo fez com que Valdiram começasse a ter problemas disciplinares e faltar em treinos, o que levou à rescisão de contrato por parte do clube carioca.

Após anos pulando de clube em clube por conta dos problemas apresentados no Rio de Janeiro, em 2011, o jogador foi internado em uma clínica de reabilitação aos 29 anos.

Ao voltar do tratamento ele tenta retornar aos campos, mas não consegue ao menos jogar pelos clubes com os quais assinava contrato, chegando ao fim do poço em 2018, quando encontrado pela produção do Balanço Geral morando nas ruas de Bonsucesso, no Rio de Janeiro. 

Após retornar para a reabilitação, havia luz no fim do túnel de Valdiram, que tentava, novamente, voltar ao futebol, em busca de uma nova vida.

Mas o vício novamente impediu que o ex-atacante retomasse as glórias do passado. Ele, então afirmou que iria encontrar a irmã, em São Paulo, e não se tiveram mais noticias. Até que na noite deste sábado (20) seu corpo foi encontrado na capital paulista.

Craque de futebol que já jogou na Copa do Brasil ao lado de Romário viveu drama morando nas ruas