Futebol Uefa diz que Supercopa será teste para retorno da torcida aos estádios

Uefa diz que Supercopa será teste para retorno da torcida aos estádios

Confronto entre Bayern de Munique e Sevilla, em 24 de setembro, marca volta do público às competições da Uefa em meio à pandemia da covid-19

Agência Estado - Esportes
Estádio sera palco da final entre Bayern de Munique e Sevilla

Estádio sera palco da final entre Bayern de Munique e Sevilla

Bernadett Szabo/Reuters - 6.9.2020

A edição de 2020 da Supercopa da Europa, que reúne os vencedores da Liga dos Campeões e da Liga Europa, marca o retorno do público em competições organizadas pela Uefa em meio à pandemia do novo coronavírus. O duelo entre Bayern de Munique e Sevilla será disputado no próximo dia 24, na Puskas Arena, em Budapeste, na Hungria.

Segundo a entidade, a presença de torcedores será limitada a 30% da capacidade do estádio, ou seja, pouco mais de 10 mil pessoas. O jogo funcionará como teste para a entidade, que tenta viabilizar a volta do público aos torneios. As fases finais da Liga Europa e da Liga dos Campeões (masculina e feminina) ocorreram com portões fechados, como tem sido na Liga das Nações, torneio de seleções disputado durante as datas Fifa, que começou na última quinta-feira.

"Não está tudo normal, mas logo ficará normal. Faz seis meses que tudo parou, mas agora estamos aqui. Devemos ser otimistas, o futebol está mais forte. A Supercopa em Budapeste será um teste que nos servirá de aprendizagem para o que poderemos fazer", disse o esloveno Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, nesta terça-feira, durante a Assembleia Geral da Associação Europeia de Clubes (ECA, na sigla em inglês).

Para esse jogo em Budapeste, o público deverá cumprir algumas exigências como a manutenção de distância de 1,5 metro entre torcedores, uso de máscara (cobrindo rosto e nariz) frequentemente, estar com temperatura corporal abaixo de 37,8ºC e respeitar o número do assento indicado no ingresso.

Veja mais: Messi ficou: veja 7 motivos que fizeram cabeça do craque no Barça

A Uefa também vai orientar o não comparecimento de pessoas que apresentem sintomas da covid-19, que tenham testado positivo ou tido contato com alguém contaminado menos de 14 dias antes da partida. A entidade, que começou a vencer os ingressos nesta segunda-feira - cada clube terá direito a 3 mil -, se compromete a reembolsar o torcedor.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Boateng gasta R$ 1,1 mi em joia para festejar aniversário e Champions

Últimas