Futebol Trio de jogadores brasileiros da Itália comemora título da Eurocopa

Trio de jogadores brasileiros da Itália comemora título da Eurocopa

Jorginho, Emerson e Toloi têm cidadania italiana e entram para lista de brasileiros campeões europeus ao lado de Marcos Senna e Pepe

  • Futebol | Do R7

Jorginho, Emerson e Tolói comemoram título da Itália

Jorginho, Emerson e Tolói comemoram título da Itália

Andy Rain/EFE - 11.07.2021

Jorginho, Emerson Palmieri e Rafael Tolói comemoram neste domingo (11) o título de campeão da Eurocopa com a seleção da Itália após vitória nos pênaltis sobre a Inglaterra em pleno estádio de Wembley, em Londres. O jogo terminou empatado por 1 a 1 no tempo normal. O trio de brasileiros naturalizados italianos entrou para a galeria de jogadores nascidos no Brasil e que conquistaram a taça do campeonato europeu. Antes deles, o volante Marcos Senna tinha sido campeão com a Espanha em 2006 e o zagueiro Pepe foi campeão com Portugal em 2016.

Jorginho

Jorginho comemora título da Itália

Jorginho comemora título da Itália

John Sibley/EFE - 11.07.2021

O meia Jorginho foi o grande destaque da Itália nessa Eurocopa. Natural de Imbituba, no sul de Santa Catarina, Jorginho nunca atuou profissionalmente no futebol brasileiro. Aos 15 anos de idade, rumou à Itália, onde se formou nas categorias de base do Verona. Após início difícil, com empréstimo para o modesto Sambonifaces, o jogador ganhou destaque. As boas atuações renderam uma transferência para o Napoli, em 2014.

Na equipe napolitana, o meia ganhou visibilidade no país europeu, sendo um dos principais atletas do time formado por Maurizio Sarri. Com cidadania italiana, foi convocado para defender a seleção nacional pela primeira vez em 2016. Anteriormente, o jogador chegou a atuar na base do Brasil, mas optou pela Itália por atuar desde jovem no país.

Com a ida de Sarri para o Chelsea, o brasileiro se transferiu para o clube inglês por 50 milhões de euros (cerca de R$ 230 milhões no câmbio atual), em 2018. Logo na sua primeira temporada em Londres, conquistou o título da Liga Europa sobre o rival Arsenal.

Ele fez o gol decisivo de pênalti na semifinal contra a Espanha e perdeu o último pênalti da Itália na decisão contra a Inglaterra. Mas o inglês Saka também errou e a Itália foi campeã.

Emerson Palmieri

Emerson começou no Santos

Emerson começou no Santos

Divulgação/ Santos

O lateral-esquerdo Emerson Palmieri se tornou titular da lateral esquerda da Itália durante a Eurocopa. Revelado pelo Santos, o jogador brasileiro foi jogar no Palermo e, em seguida, na Roma e obteve cidadania italiana em março de 2017. Ele foi contratado pelo Chelsea da Inglaterra em 2018 e esse ano foi campeão da Champions League junto com Jorginho.

Emerson jogou pela seleção brasileira sub-17.

Rafael Tolói

Rafael Tolói, zagueiro da Itália

Rafael Tolói, zagueiro da Itália

Frank Augstein/AFP - 06.07.2021

Formado pelo Goiás, Rafael Tolói se destacou jogando como zagueiro do São Paulo. Foi emprestado à Roma mas teve poucas chances e voltou ao São Paulo.

Em agosto de 2015 Tolói contratado pela Atalanta da Itália onde atua até hoje. Ele se naturalizou italiano em fevereiro e foi convado pela primeira vez para defender a Azzurra em março. Tolói entrou em algumas partidas durante a Eurocopa mas não participou da final.

Outros brasileiros campeões

O zagueiro Pepe e o volante Marcos Senna são os outros jogadores brasileiros que já foram campeões da Eurocopa. Marcos Senna se destacou no futebol da Espanha depois de passar por vários clubes brasileiros (Rio Branco de Amerticana, América de São José do Rio Preto, Corinthians, Juventude e São Caetano. Em 2002 foi jogar no clube espanhol Villareal onde se tornou ídolo. Naturalizou-se espanhol e foi convocado para jogar a Eurocopa de 2006, vencida pela Espanha.

Pepe foi campeão da Eurocopa de 2016 ao lado de Cristiano Ronaldo

Pepe foi campeão da Eurocopa de 2016 ao lado de Cristiano Ronaldo

Reuters

Já o brasileiro naturalizado português Pepe foi formado nas categorias de base do Corinthians Alagoano, com 17 anos deixou Alagoas, terra onde nasceu, para jogar em Portugal. Jogou no Marítimo, Porto, Real Madrid, Besiktas (Turquia) e novamente Porto. Está na seleção de Portugal desde 2008 e já foi titular em três Copas do Mundo (2010, 2014 e 2018) e três Eurocopa (2012, 2016 e 2020), tendo sido campeão em 2016.

Últimas