Futebol Título do Palmeiras é só o terceiro da Libertadores na prorrogação

Título do Palmeiras é só o terceiro da Libertadores na prorrogação

Apenas em outras duas oportunidades a decisão do torneio foi ao tempo extra, com conquistas do Nacional e River Plate

  • Futebol | Do Live Futebol BR, em Montevidéu, no Uruguai

Palmeirenses fazem a festa no Estádio Centenário, em Montevidéu

Palmeirenses fazem a festa no Estádio Centenário, em Montevidéu

Federico Anfitti/EFE - 27.11.2021

A conquista do Palmeiras na noite deste sábado (27) no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, foi apenas a terceira em toda história da Libertadores da América definida na prorrogação. O gol de Deyverson no tempo extra, após empate por 1 a 1 nos 90 minutos, coloca o Verdão numa lista que só conta com outros dois clubes: Nacional, do Uruguai, e River Plate, da Argentina.

Até início e até os anos 1980, a competição chegou a ter um terceiro jogo de desempate em caso de resultados iguais nos jogos de ida e volta da final. Mas após as mudanças no regulamento, apenas em outras duas ocasiões o campeão foi definido no tempo extra.

A primeira final de Libertadores vencida na prorrogação aconteceu no mesmo Estádio Centenário, palco do tricampeonato do Palmeiras neste sábado. Foi na edição de 1988, entre Nacional, do Uruguai, e Newell's Old Boys, da Argentina. No jogo de ida, vitória dos argentinos em casa por 1 a 0. Em Montevidéu, o 2 a 0 em favor dos uruguaios não foi suficiente.

Baixe o pôster do Palmeiras, tricampeão da Libertadores

Pelo regulamento da época, se cada um ganhasse uma partida, o jogo deveria seguir à prorrogação e só assim seria levado em consideração a diferença no placar. E aos 10 minutos do tempo extra, o árbitro brasileiro Arnaldo Cesar Coelho assinalou pênalti que Hugo de León marcou e garantiu o título ao Nacional com um 3 a 1 no placar agregado (somando jogos de ida, volta e prorrogação).

A segunda vez que a competição acabou definida na prorrogação foi em 2018, na última edição com final em dois jogos. A grande decisão entre River Plate e Boca Juniors teve início com empate por 2 a 2 em La Bombonera. Por questões de segurança, o jogo de volta foi disputado no Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid.

Na Espanha, os gigantes argentinos ficaram no empate por 1 a 1 no tempo normal e com dois gols no tempo extra, o River sagrou-se campeão com um 5 a 2 no placar agregado.

Placares das prorrogações em finais da Libertadores

• 1988 - Nacional (URU) 1 x 0 Newell's Old Boys (ARG) - Nacional campeão após perder por 1-0 na ida, vencer por 2-0 na volta e fazer 1-0 no tempo extra

• 2018 - River Plate (ARG) 2 x 0 Boca Juniors (ARG) - River campeão após empates por 2-2 e 1-1 no tempo normal dos jogos de ida e volta

• 2021 - Palmeiras (BRA) 1 x 0 Flamengo (BRA) - jogo único terminou empatado por 1 a 1 no tempo normal

Com bi seguido, Palmeiras repete feitos de Boca, São Paulo e Santos

Últimas