Santos Carlos Sánchez, maior artilheiro estrangeiro do Santos, deixa clube após 4 anos

Carlos Sánchez, maior artilheiro estrangeiro do Santos, deixa clube após 4 anos

O meio-campista tem negociações avançadas com o Peñarol, no qual deve ser anunciado em breve

Agência Estado - Esportes
Meio-campista deve ser anunciado no Peñarol, do Uruguai

Meio-campista deve ser anunciado no Peñarol, do Uruguai

Ivan Storti/Santos FC

O experiente meia Carlos Sánchez não é mais jogador do Santos. O maior artilheiro estrangeiro da história do clube, com 32 gols, rescindiu seu contrato em comum acordo e deve se despedir da carreira no Peñarol, sua equipe de coração. O uruguaio, de 38 anos, tinha acordo até julho.

"Obrigado, Sánchez", agradeceu o Santos, ao anunciar o fim da passagem do meia uruguaio. O jogador estava na equipe paulista desde julho de 2018 e havia renovado por dois anos em 2021. Mas a proposta para uma "aposentadoria" no Peñarol, time do qual é torcedor, o fez buscar um acordo amigável com os dirigentes para uma saída.

"Um dos maiores nomes do Santos FC nos últimos anos, o meia Carlos Sánchez assinou oficialmente nesta segunda-feira (2) sua rescisão contratual em comum acordo com o clube. Maior artilheiro estrangeiro da história do Peixe, com 32 gols marcados, o atleta solicitou a antecipação do fim do vínculo, que ia até 22 de julho deste ano, abrindo mão dos vencimentos que tinha a receber", disse o Santos.

Sánchez defendeu as cores do Santos em 161 oportunidades; além dos 32 gols, ainda distribuiu 22 assistências. Seu ano mágico foi 2019, com 19 gols, além de 11 passes para que os companheiros marcassem. Em 2022, porém, o jogador perdeu a condição de titular e ainda sofreu com lesões, tendo atuado somente 21 vezes.

Recentemente, em exames da pré-temporada, uma alteração cardiológica chegou a afastá-lo dos treinos. Novas avaliações em um hospital da capital garantiram que o jogador está em condições de seguir na profissão, o que o ajudou no andamento das conversas com o Peñarol. O Liverpool, do Uruguai, no qual Sánchez começou a carreira profissional, também o sondou, mas o coração falou mais alto.

Mercado da bola: confira as negociações do seu clube para 2023

Últimas