Futebol Textor responde a Leila após ser chamado de 'desequilibrado' e cita benefício ao Palmeiras

Textor responde a Leila após ser chamado de 'desequilibrado' e cita benefício ao Palmeiras

Americano, dono da SAF do Botafogo, emitiu nota oficial na tarde desta quinta-feira (7)

  • Futebol | Do Live Futebol BR

John Textor

John Textor

Vitor Silva/Botafogo

O dono da SAF do Botafogo, John Textor, respondeu aos comentários de Leila Pereira, presidente do Palmeiras, após a conquista do título brasileiro, na última quarta-feira (6).

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Após o empate em 1 a 1 contra o Cruzeiro, Leila foi questionada sobre o relatório enviado pelo Botafogo que apontava diversos erros a favor do Palmeiras e contra o time carioca. A presidente chamou o americano de "desequilibrado".

Em nota oficial emitida nesta quinta-feira (7), Textor respondeu à mandatária do clube paulista.

Veja a nota na íntegra:

"Resposta Pública aos Comentários do Presidente do Palmeiras:

Entendo que a Sra. Pereira ficaria chateada com nosso processo no Judiciário. Ataques pessoais, entretanto, não ajudam ninguém, então eu não repetiria tal prática em resposta. Ela sempre foi gentil comigo e lamento que as graves circunstâncias de erro de arbitragem, e provável manipulação de jogo, posicionem o Botafogo como adverso aos seus interesses. Continuo comprometido em trabalhar com o Palmeiras, e com todos os clubes do Brasil, em apoio a uma nova liga que estabelecerá padrões apropriados de fair play para a nossa competição nacional.

Nunca sugeri que ela fosse pessoalmente responsável pelas ações curiosas e pelas forças externas que apoiam o sucesso de sua equipe. Ironicamente, como ela sugere que nossa investigação deve significar que estou “desequilibrado”, gostaria de lembrá-la que é um campo de jogo equilibrado e equitativo que esperamos alcançar… para o benefício de todos os clubes e para o benefício do Brasil.

Sobre o tema ‘equilíbrio’, é preciso observar que sua equipe vive em um mundo onde ‘11 x 10’ representa ‘equilíbrio’. Seu time, o Palmeiras, se beneficiou da vantagem de '11 x 10' 11 vezes durante a temporada de 2023, ano em que os times da Série A recebem esse benefício 3 vezes, em média. O Botafogo, que este ano enfrentou uma concorrência agressiva (suportando diversas ações violentas bem documentadas), em nenhum momento usufruiu do benefício do ‘11 x 10’. Essa estatística, é claro, não faz menção a pelo menos três cartões vermelhos evidentes que deveriam ter sido dados ao Palmeiras, conforme bem documentado nos autos de relatórios independentes da nossa ação no STJD. É sabido que outros clubes pensam da mesma forma, já que há muito se considerava que o Palmeiras (antes da minha chegada) se beneficiava da compaixão tendenciosa da proteção do árbitro.

Mais uma vez, as questões de preconceito, erro e manipulação têm sido um problema no futebol. No Brasileirão 2023, fornecemos evidências que mostram que o problema teve um efeito material no resultado da tabela do campeonato. A única diferença este ano é que a SAF Botafogo é a primeira a submeter, ao Judiciário governante, análises avançadas e confirmação independente de problemas que acreditamos que possam ser resolvidos no futuro… para o benefício de todos nós.

Dona Pereira… Parabéns pelo seu Brasileirão 2023."

É campeão! Veja as imagens da comemoração do 12º título brasileiro do Palmeiras

Últimas