Futebol Site diz que Maradona não morreu de insuficiência cardíaca crônica

Site diz que Maradona não morreu de insuficiência cardíaca crônica

Portal 'Data Clave' teve acesso a documentos da investigação, que dizem que coração do craque não estava dilatado quando internou para operar cabeça

  • Futebol | Do R7

De acordo com documentos que foram incorporados às investigações da causa da morte de Maradona, o craque não sofria de insuficiência respiratória crônica, como foi dito anteriormente. As informações foram publicada pelo site argentino "Data Clave", nesta segunda-feira. 

De acordo com fontes ouvidas pelo jornalista, o exame de ecocardiograma do jogador feito no começo de novembro, quando passou por um cirurgia na cabeça, descartou quadro de insuficência cardíaca crônica e mostrou que o coração não estava dilatado.

As informações dos exames de Maradona antes da cirurgia passaram a ser importantes, a partir da autópsia do coração do craque, que mostrou um peso de 500 gramas e tamanho duas vezes maior que o normal. 

Sendo assim, qual teria sido o motivo da morte de Dieguito? De acordo com o "Data Clave", o argentino teria morrido devido a um evento hiper agudo. Mas ele não sofreu um infarto fulminante. Pessoas que tiveram acesso aos resultados de exames disseram que o pulmão do jogador se encheu de fluido muito repentinamente, formou um edema pulmona. Quando isso acontece, o paciente se afoga, como se estivesse debaixo d'água. 

A matéria ainda afirma que o único momento que Maradona foi tratado adequadamente foi quando estava internado no hospital. Nos depoimentos das enfermeiras que cuidavam do craque na casa onde ele morreu, elas disseram que não ficavam constantemente tratando do camisa 10. 

As investigações sobre as causas da morte de Maradona estão avaliando quais remédios, o craque estava tomando após a retirada do coagulo na cabeça. 

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Filhas abandonaram Maradona, garante irmã do craque argentino

Últimas