Corrupção na Fifa

Futebol Ricardo Teixeira coloca mansão de R$ 22 milhões à venda em Miami

Ricardo Teixeira coloca mansão de R$ 22 milhões à venda em Miami

Ex-presidente da CBF teme perder a propriedade com investigações norte-americanas

  • Futebol | Do R7

Mansão comprada por R$ 22 milhões fica na região de Boca Raton

Mansão comprada por R$ 22 milhões fica na região de Boca Raton

Reprodução/Youtube

Ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira colocou a mansão que tem em Miami à venda. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o ex-mandatário anunciou a casa em corretoras de imóveis da Florida após ter conhecimento, ainda em 2014, que J.Hawilla estava colaborando nas investigações da polícia dos EUA.

Também brasileiro, Hawilla é réu confesso nos escândalos de corrupção da Fifa, que causaram a prisão de sete dirigentes na Suíça na última quarta-feira (27). O empresário, dono da Traffic, foi parceiro da CBF na gestão de negócios na época de Teixeira e fez um acordo com a Justiça norte-americana ao confessar crimes de lavagem de dinheiro, extorsão, fraude eletrônica e obstrução da justiça. No acordo, Hawilla vai pagar multa de 151 milhões de dólares (R$ 475 milhões).

Conforme a matéria da Folha, Teixeira teme perder a mansão com as investigações que já prenderam José Maria Marin, seu parceiro e sucessor na CBF.

A propriedade fica no luxuoso condomínio The Polo Club Boca Raton, tem até uma marina particular e foi adquirida pelo cartola por R$ 22 milhões em 2012, quando ele renunciou à presidência e deixou o Brasil para morar nos EUA.

Segundo a reportagem, a pressa de Teixeira é grande e ele aceitaria vender a mansão por um preço mais baixo. A casa foi comprada da ex-tenista Anna Kournikova, que demorou nove meses para concretizar a negociação. Pouco antes da Copa do Mundo do ano passado, Ricardo voltou a morar no Rio de Janeiro e leva uma vida luxuosa na cidade.

Leia mais sobre o escândalo de corrupção da Fifa

Acompanhe a página de Esportes do R7

Últimas