Quarto jogo sem vitória coloca Santos sob pressão para duelo com o CSA na Vila

O Santos vai entrar pressionado para enfrentar o CSA, domingo, às 16 horas, na Vila Belmiro, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um jejum de quatro jogos sem vitória, a equipe do técnico Jorge Sampaoli sabe que é preciso reagir rápido se quiser continuar almejando o título nacional deste ano.

Dos últimos 12 pontos disputados, o time santista só conseguiu somar dois e viu sua diferença para o líder Flamengo atingir dez pontos. Ao mesmo tempo, Internacional, Corinthians, São Paulo, Grêmio, Bahia se aproximaram na tabela.

O volante Alison acredita que só com muito trabalho o time vai conseguir sair da má fase. "Estamos vivendo um momento complicado. Temos criado oportunidades, mas não estamos conseguindo concluir. É uma responsabilidade da equipe inteira. Precisamos seguir trabalhando para essa fase acabar", afirmou o jogador, em entrevista coletiva depois do empate por 1 a 1 com o Fluminense, na noite desta quinta-feira, no Maracanã.

O meio-campista admitiu que o grupo perde um pouco da sua confiança com a sequência de partidas sem nenhum triunfo, mas ele destacou que é preciso esquecer estes jogos que já ocorreram e focar a conquista de uma vitória sobre o CSA. "Nosso pensamento tem que ser para voltar a vencer. A gente fica com um sentimento ruim, mas temos que seguir em frente e melhorar o mais rápido possível", ressaltou.

O jogador reconheceu que a equipe deixou de ser efetiva na parte ofensiva nas últimas rodadas do Brasileirão. "É difícil falar em falta de sorte. A gente treina para fazer gols, mas temos que seguir trabalhando. A responsabilidade é de todos", enfatizou.

O elenco santista retorna do Rio para Santos nesta sexta-feira pela manhã. O grupo segue direto para um treinamento às 13 horas, no CT Rei Pelé. Sampaoli, que não pôde comandar o time no Maracanã por estar suspenso pelo terceiro cartão amarelo, estará de volta à beirada do campo para dirigir a sua equipe nesta partida contra o CSA.