Futebol Palmeiras faz sondagem por meia turco que pertence ao Barcelona

Palmeiras faz sondagem por meia turco que pertence ao Barcelona

De acordo com a imprensa turca, Arda Turan, que brilhou no futebol espanhol e passou últimos meses no İstanbul Başakşehir, pode atuar no Brasil em 2020

Mercado da Bola

Ainda sem realizar contratações nesta janela de transferências, o Palmeiras fez sondagens pelo meia turco Arda Turan, que tem os direitos econômicos vinculados ao Barcelona. Segundo o jornal Yeni Akit, da Turquia, o clube brasileiro se mostrou interessado na contratação do jogador de 32 anos, cujo currículo tem ainda passagens pelo Galatasaray e Atlético de Madri.

Arda Turan ganhou títulos pelo Barça

Arda Turan ganhou títulos pelo Barça

Reprodução/Instagram @ardaturan

Turan está com a situação indefinida depois de encerrar seis meses antes do previsto o período de empréstimo ao İstanbul Başakşehir, da Turquia. O jogador retornou ao futebol do seu país no meio de 2018, para ficar duas temporadas. No entanto, agora no início de janeiro o meia entrou em acordo com a diretoria do clube para rescindir o acordo.

De acordo com o jornal Marca, apesar do fim do acordo do empréstimo, o Barcelona não pretende ter o turco de volta no elenco. Nesta passagem pela Turquia, Turan teve problemas com a polícia. Em outubro de 2018, o meia brigou com um cantor de uma boate de Istambul. O jogador foi acusado de agressões e de dar tiro dentro de um hospital. Para não ser preso, assumiu um termo de responsabilidade de que não cometeria outra infração pelos próximos cinco anos.

O período de maior destaque de Turan no futebol foi no Atlético de Madri, quando entre 2011 e 2015 conquistou quatro títulos, entre eles o Campeonato Espanhol de 2014. O meia se transferiu ao Barcelona na temporada seguinte, mas demorou seis meses para estrear pois teve de esperar o clube cumprir uma sanção de seis meses sem poder contratar jogadores.

O Palmeiras não contratou reforços para 2020, porém garante que trabalha para trazer novos jogadores. O diretor de futebol do clube, Anderson Barros, permaneceu em São Paulo e não foi para a pré-temporada do time, nos Estados Unidos. O motivo da ausência é justamente para trabalhar em algumas negociações em andamento, em especial as saídas do volante Jean, do meia Guerra e do atacante Deyverson.

Mercado da Bola 2020: veja quem saiu e quem chegou no seu time