Numero 1 do mundo, Barty sofre para estrear com vitória em torneio na China

Atual número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty sofreu em sua estreia no Torneio de Wuhan, que está sendo disputado em quadras rápidas na China. Nesta terça-feira, a líder do ranking da WTA levou um susto ao perder o primeiro set, mas buscou a virada e venceu a francesa Carolina Garcia por 2 a 1 - com parciais de 4/6, 6/4 e 6/1, após 2 horas e 13 minutos.

Principal favorita ao título na competição chinesa, Barty terá um desafio ainda maior na próxima rodada, já pelas oitavas de final. Ela jogará contra a norte-americana Sofia Kenin, que fez valer a condição de cabeça de chave 15 e bateu de virada a belga Elise Mertes por 2 sets a 1 - com parciais de 4/6, 6/4 e 7/6 (7/5), em 2 horas e 25 minutos.

Outra tenista bem cotada em Wuhan, a ucraniana Elina Svitolina não teve muito trabalho para ganhar em sua estreia. Contra a espanhola Garbiñe Muguruza, a atual número 3 do mundo ganhou por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/2. Sua próxima adversária será a russa Svetlana Kuznetsova, responsável pela eliminação da taiwanesa Su-Wei Hisieh com uma vitória por 2 a 0 - parciais de 6/2 e 7/6 (7/5).

Quarta pré-classificada, a romena Simona Halep foi outra que passou sem sustos em sua estreia. A sexta colocada do ranking derrotou a checa Barbora Strycova em sets diretos, com as parciais de 6/3 e 6/2, e jogará agora contra a casaque Elena Rybakina, que bateu a tunisiana Ons Jabeur por 6/1, 6/7 (3/7) e 6/2.

BRASIL - Em sua primeira partida como Top 100 no ranking individual de duplas, a brasileira Luisa Stefani se deu bem e manteve a boa fase no circuito profissional. Ao lado da norte-americana Hayley Carter, com quem foi vice-campeã em Seul na semana passada, ela estreou com vitória no Torneio de Tashkent, no Usbequistão, batendo a belga Ysaline Bonaventure e a japonesa Miyu Kato com um duplo 6/1.

"Jogamos muito bem, alguns pontos importantes no 40 iguais que vencemos, facilitou e mudou o clima do jogo. No primeiro game do jogo saquei 40 a 0 e elas empataram, se tomássemos uma quebra poderia ter caminhado diferente, mas deu tudo certo. Condições bem diferentes, não tivemos muito tempo para adaptar, treinamos ontem (segunda-feira) e hoje (terça) só aquecemos", afirmou a brasileira.

"Não tinha me sentido tão bem ontem no treino, tinha viajado e ainda as quadras diferentes, mas jogamos muito bem e foi muito bom começar assim, dar mais confiança para amanhã e estarmos mais adaptadas", complementou Stefani.

O próximo obstáculo no caminho de Stefani e Carter, já pelas quartas de final, será a parceria da bielo-russa Olga Govortsova com a russa Valeria Savinykh, que surpreendeu na estreia as cabeças de chave 4, a sueca Cornelia Lister e a russa Yana Sizikova, com a vitória com as parciais de 6/4 e 6/3.