No jogo 300, Dudu marca, perde pênalti, e Palmeiras bate o Guarani

Em data histórica para o atacante, ele foi o grande protagonista no quinto triunfo do Alviverde no Paulistão. Próximo jogo é só no dia 29, contra o Santos

Dudu comemora gol em seu jogo 300 com a camisa do Palmeiras

Dudu comemora gol em seu jogo 300 com a camisa do Palmeiras

FLAVIO CORVELLO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O dia 20 de fevereiro de 2020 provavelmente será inesquecível para Dudu. O atacante, que completou 300 jogos pelo Palmeiras nesta quinta-feira, foi o grande nome do time na vitória por 1 a 0 para cima do Guarani no Allianz Parque. Além de ser homenageado pelo clube e muito saudado pela torcida, ele ainda marcou o gol que definiu o quinto triunfo do Alviverde no Paulistão. No segundo tempo, ele ainda perdeu um pênalti.

O resultado deixa a equipe com a melhor campanha de todo o Estadual, com 16 pontos, ultrapassando o Santo André, que também está no Grupo B, mas ainda joga na rodada. O Guarani, com 9, também lidera o seu grupo.

Na próxima rodada, enquanto o Palmeiras faz o clássico com o Santos na tarde de sábado, dia 29, o time campineiro encara o Água Santa na noite do dia anterior.

O jogo
Atuando dentro de casa, o Palmeiras aplicou uma marcação alta desde o início, deixando o Guarani praticamente sem espaço. Tanto é que os visitantes criaram apenas uma chance em todo o primeiro tempo, com Alemão, que finalizou em Weverton após deixar Felipe Melo e Gustavo Gómez no chão.

Já o Alviverde colecionou oportunidades. Aos 18, Luiz Adriano cabeceou uma cola na trave.

Aos 26, o gol saiu. Em belo contra-ataque, Willian fez jogada individual e tocou para Dudu. O camisa 7 dominou com classe e tocou na saída do goleiro para fazer 1 a 0.

A vantagem no placar fez o Palmeiras ficar ainda mais à vontade em campo. Aos 33, Dudu encontrou Luiz Adriano dentro da área. O centroavante bateu rasteiro, para ótima defesa de Jefferson Paulino.

E o goleiro do Guarani voltou a brilhar na segunda etapa. Logo aos 2, ele defendeu mais uma finalização de Luiz Adriano. Aos 6, Dudu bateu pênalti que ele mesmo sofreu e Jefferson Paulino espalmou, com a defesa afastando na sequência.

O time de Campinas por pouco não empatou aos 12. Giovanny tabelou com Lucas Crispim e ficou frente a frente com Weverton. O atacante bateu de direita e a bola ainda bateu na trave antes de sair para a linha de fundo.

Com a fase final do duelo se aproximando, o clima ficou mais tenso no Allianz Parque, com o Palmeiras se expondo menos, mas também com mais dificuldade de pressionar o Guarani.

Quem mais aparecia no time da casa era o jovem Gabriel Veron, em belas arrancadas, nada que mudasse o placar de 1 a 0.

CBF reúne tricampeões mundiais para inaugurar estátua de Pelé