Futebol Na reestreia de Fernando Diniz, Fluminense vence na Sul-Americana

Na reestreia de Fernando Diniz, Fluminense vence na Sul-Americana

Em jogo dramático no Maracanã, Tricolor garante três pontos com vitória de 2 a 1 contra o Junior Barranquilla, e segue na luta

  • Futebol | Do Live Futebol BR

PH Ganso (à direita), do Fluminense, corre para comemorar seu gol com David Braz

PH Ganso (à direita), do Fluminense, corre para comemorar seu gol com David Braz

Mailson Santana/Fluminense FC (04.05.2022)

O Fluminense segue vivo na luta por uma vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira (4), em noite de reestreia do técnico Fernando Diniz, o Tricolor venceu o Junior Barranquilla, da Colômbia, por 2 a 1 no Maracanã, em duelo válido pela quarta rodada do Grupo H. Paulo Henrique Ganso e Luiz Henrique fizeram os gols do time carioca.

Com o resultado, o Flu vai aos mesmos sete pontos do rival colombiano, que segue em primeiro pelo saldo de gols (4 a 1). Na luta pela liderança que garante a única vaga no mata-mata, o Fluzão fica de olho no confronto entre Unión Santa Fe (Argentina) e Oriente Petrolero (Bolívia), que se enfrentam nesta quinta-feira (5), às 19h15 (de Brasília), em Santa Fé. O time argentino tem cinco pontos e, vencendo os bolivianos, que estão zerados na chave, assume a liderança.

Agora, o Fluminense terá que buscar a classificação em dois jogos fora de casa. Na próxima rodada, encara o Santa Fe, no dia 19 de maio. Depois, viaja até Santa Cruz de la Sierra para medir forças com o Petrolero, no dia 26. Mesmo vencendo os dois compromissos, vai precisar torcer contra o mesmo Junior Barranquilla.

Virando a chave
Antes, o Flu joga pelo Brasileirão no fim de semana. O adversário será o Palmeiras, domingo (8), às 16h, no Allianz Parque, em São Paulo. No campeonato nacional, o Tricolor é o 14º colocado, com quatro pontos em quatro rodadas.

O jogo
Precisando vencer, e vencer bem, o Fluzão começou com tudo no Maracanã. Logo aos 3', Paulo Henrique Ganso apareceu para completar o escanteio cobrado por Yago Felipe com uma meia-bicicleta para abrir o placar: 1 a 0.

Em duelo equilibrado, boas chances surgiam para os dois lados. Aos 19’, Willian Bigode encontrou Cano, que caiu dentro da área e reclamou de pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

A partida seguiu equilibrada e nervosa. O árbitro tentou contornar na conversa, mas desistiu e distribuiu quatro cartões amarelos no primeiro tempo.

Aos 33’, Borja e Yago Felipe se desentendem, e o ex-centroavante de Palmeiras e Grêmio chegou a dar um empurrão no volante tricolor. Aos 44’, Yago bateu falta perigosa, que o goleiro Sebastián Viera defendeu no último lance da etapa inicial.

Luiz Henrique tenta passar pela forte marcação do Junior Barranquilla

Luiz Henrique tenta passar pela forte marcação do Junior Barranquilla

Mailson Santana/Fluminense FC (04.05.2022)

Segundo tempo
Se o Flu abriu o placar logo no início do jogo, o Barranquilla deu o troco nos minutos iniciais do segundo tempo. Aos 9’, Borja aproveitou rebote de Fábio e deixou tudo igual no Maracanã. No lance, Fuentes cruzou, Albornoz ajeitou de cabeça dentro da área e Giraldo desviou, para defesa parcial de Fábio. Na sobra, o camisa 9 só empurrou para o gol vazio: 1 a 1.

O gol deixou o Fluminense nervoso. Satisfeito com o empate, o Barranquilla passou a abusar das faltas e tentava tirar ainda mais os jogadores do Flu do sério.

Mas, aos 27’, Luiz Henrique fez soltar o grito de gol novamente no Maracanã. Ganso tocou para Fred, que havia entrado após o empate. O camisa 9 encontrou Luiz Henrique em uma bela enfiada de bola e o atacante não desperdiçou, colocando o Fluminense novamente na frente: 2 a 1.

Depois do gol, o Barranquilla voltou a apertar. Mais no desespero do que com jogadas trabalhadas, o time colombiano parou na marcação e na vontade do Flu, que conseguiu segurar o placar. A vitória por um gol não é o melhor cenário, mas ainda mantém o time com chances de classificação.

FICHA TÉCNICA
Fluminense 2 x 1 Junior Barranquilla-COL
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Data e hora: quarta-feira (4/5), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai)
Auxiliares: Eduardo Cardozo e José Cuevas (ambos do Paraguai)
Cartões amarelos: Nino, PH Ganso, Fred e Nathan (Fluminense); Giraldo, Fuentes, Albornoz, Hinestroza, Serje e Arias (Junior Barranquilla)

Gols: PH Ganso, aos 3’/1ºT, e Luiz Henrique, aos 27’/2ºT (Fluminense); Borja, aos 9’/2ºT (Junior Barranquilla)

FLUMINENSE: Fábio; Samuel Xavier, Nino, David Braz e Cris Silva (Nathan, aos 15’/2ºT); André, Yago Felipe e PH Ganso (Wellington, aos 42’/2ºT); Luiz Henrique (Marlon, aos 33’/2ºT), Willian Bigode (Fred, aos 14’/2ºT) e Germán Cano (Nonato, aos 43’/2ºT). Técnico: Fernando Diniz.

JUNIOR BARRANQUILLA: Sebastián Viera; Viáfara (Cetré, aos 31’/2ºT), Serje, Arias e Fuentes; Fabián Ángel (Uribe, aos 40’/2ºT), Giraldo, Albornoz (Velasco, aos 23’/2ºT), Cabrera (Luis González, aos 31’/2ºT) e Hinestroza; Borja. Técnico: Juan Cruz Real.

Rodrygo brilha, Real tira o City na prorrogação e fará final da Champions League com o Liverpool

Últimas