Futebol Merecia mais? Balanço da temporada mostra que Vini Jr. deveria ser finalista do The Best

Merecia mais? Balanço da temporada mostra que Vini Jr. deveria ser finalista do The Best

Brasileiro foi eleito o melhor jogador do Mundial de Clubes e da temporada no Real Madrid, mas ficou de fora da lista

  • Futebol | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Vini Jr. não foi indicado ao prêmio The Best, da Fifa.
  • Jogador também ficou de fora do Top 11 de melhores jogadores da Uefa.
  • Vini ganhou o Mundial e foi o melhor jogador da competição.
  • Brasileiro foi eleito o melhor jogador da temporada no Real Madrid.
Vini Jr. é protagonista no ataque do Real Madrid

Vini Jr. é protagonista no ataque do Real Madrid

Reprodução/Instagram @vinijr

Vini Jr. ficou fora dos indicados para o prêmio The Best deste ano, organizado pela Fifa. O troféu leva em consideração a temporada de 2022 e 2023, mais precisamente de 19 de dezembro de 2022 (pós-Copa do Mundo) a 20 de agosto de 2023.

O brasileiro também não esteve no Top 11 de melhores jogadores da Uefa. Porém, o balanço dos últimos meses mostra que ele não deveria ter sido cortado da lista da Fifa.

O atacante começou o ano, logo em fevereiro, com nada mais, nada menos, que o título do Mundial de Clubes. Ele foi eleito o melhor em campo na semifinal, com o Al-Ahly, e na final, contra o Al-Hilal.

O desempenho rendeu ao craque o prêmio Bola de Ouro da competição, que é dado ao melhor jogador do torneio.

Em maio, o camisa 7 levantou a taça da Copa do Rei. Mesmo que o ano não tenha sido de títulos, os números de Vini impressionam: foram 25 gols e 22 assistências em 64 jogos, segundo o Sofascore (com o Real e a seleção brasileira). O atacante ainda deu 75 chutes ao gol e 121 passes decisivos.

Compartilhe esta notícia no Whatsapp
Compartilhe esta notícia no Telegram

Depois da saída de Benzema para a Arábia Saudita, em julho, o brasileiro assumiu de vez a camisa 7 e o protagonismo do Real Madrid. Ele saiu da ponta esquerda e divide todo o setor ofensivo com Rodrygo.

O jogador fez jus à confiança dada por Carlo Ancelotti e foi eleito o melhor jogador dos merengues na temporada de 2022/23, mais conhecido como o prêmio "Jogador Cinco Estrelas".

Mesmo que o título da Liga dos Campeões tenha escapado, Vini fez parte da seleção da Champions organizada pela Uefa. Ao lado de Bernardo Silva e Erling Haaland, ele compôs o trio de ataque e foi o único brasileiro da escalação.

Vale ressaltar que, atrás apenas de Haaland e Mbappé, Vini é o jogador mais valioso do mundo.

O jogador vem conseguindo dar o seu melhor mesmo diante dos recorrentes casos de racismo que sofre na Europa. Apenas em 2023, já foram quatro episódios.

Em janeiro, torcedores do Atlético Madrid penduraram um boneco, com a camisa do brasileiro, enforcado em uma ponte na cidade de Madri. Em fevereiro, março e maio, ele foi alvo de ofensas racistas por torcedores do Mallorca, Betis e Valencia.

Contra o Osasuna, também em fevereiro, torcedores chegaram a desejar a morte do jogador.

O atacante virou símbolo da luta contra o racismo no esporte. Esssa postura, portanto, deveria também ter sido considerada pela Fifa, que diz avaliar a conduta do atleta dentro e fora de campo. 

Ainda é importante ressaltar que a Federação se diz "tolerância zero" ao racismo e até escolheu o próprio brasileiro para chefiar uma comissão interna voltada ao antirracismo no futebol.

Egito investe mais de R$ 245 bilhões para construir cidade e ser sede dos Jogos Olímpicos de 2036

Últimas