Futebol João Paulo brilha, Santos empata, mas avança na Sul-Americana

João Paulo brilha, Santos empata, mas avança na Sul-Americana

Goleiro do Peixe teve noite inspirada em Avellaneda e segurou o 1 a 1, sendo eleito até o melhor da partida. Kaio Jorge fez o gol santista

  • Futebol | Pietro Otsuka, do R7

João Paulo foi eleito o melhor jogador do empate entre Santos e Independiente

João Paulo foi eleito o melhor jogador do empate entre Santos e Independiente

Ivan Storti/Santos FC

O Santos empatou por 1 a 1 com o Independiente nesta quinta-feira (22) e garantiu sua vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. O Peixe contou com atuação inspirada do goleiro João Paulo, que saiu como herói da partida, até sendo eleito o melhor homem em campo pela Conmebol. O gol santista saiu ainda na primeira etapa, com Kaio Jorge. Lucas Gonzáles empatou para a equipe argentina.

O primeiro foi tempo foi de muita tensão para o torcedor santista. O Independiente era superior na partida, com muito volume de jogo no ataque e intensidade para pressionar a saída de bola. O jogo pelo chão, como gosta o técnico Fernando Diniz, não encaixava no Peixe, e o time argentino chegava bem quando conseguia roubar a bola no campo ofensivo. 

A grande chance do time de Avallaneda veio aos 17 minutos, com Velasco. O Independiente fez ótima jogada pela ponta direita, com Bustos, que foi a linha de fundo e cruzou rasteiro. Velasco pegou de primeira e chutou forte, mas João Paulo operou um milagre e fez a defesa. Em outra jogada parecida, mais uma vez pela direita, Bustos cruzou para dentro da área, mas a bola desviou em Kaiky e quase traiu João Paulo. 

O gol, no entanto, saiu para o Santos. Em rara oportunidade, o Peixe roubou a bola na intermediária, com Marinho. O atacante acionou Sánchez, que lançou rapidamente para Kaio Jorge. Insaurralde tentou tirar, mas acabou ajeitando para o camisa 9, que tocou com categoria, por baixo, na saída do goleiro Sosa. 

2º tempo polêmico

Na volta do intervalo, o Independiente seguia melhor na partida, mas acabou tendo Insaurralde expulso, em lance envolvendo Marinho. Madson lançou para o camisa 11, nas costas da defesa argentina, que ganhou na velocidade e tomou a frente, mas acabou sendo derrubado pelo zagueiro. O juiz foi chamado pela cabine do VAR e, após analisar o lance, mostrou o cartão vemelho para o defensor. 

No entanto, apesar da inferioridade numérica, o Independiente chegou ao gol de empate e botou fogo na partida. Em bate e rebate na área, a bola sobrou Lucas Gonzáles, que encheu o pé e deixou tudo igual. A partir dali, mesmo com um homem a mais, o Santos sofreu com o time argentino, mais do que deveria. 

Diniz colocou em campo Gabriel Pirani e Lucas Braga, para tentar explorar o contra-ataque. A melhor chance da segunda etapa, do lado do Santos, foi justamente com o agora camisa 10. Pirani fez tabela com Zanocelo e finalizou bem, rasteiro, no canto do goleiro Sosa, que teve que se esticar para fazer a defesa.

Próximos confrontos

O Santos volta a campo neste domingo (25), em jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe recebe o Atlético-GO, na Vila Belmiro, às 18h15. 

Tóquio 2020: 1ª rodada do futebol masculino é destaque do dia

Últimas