Futebol Guerrero esbraveja após derrota: 'Aqui se joga contra um a mais'

Guerrero esbraveja após derrota: 'Aqui se joga contra um a mais'

Atacante do Inter não ficou nada feliz com a atuação do árbitro Wilton Pereira Sampaio contra o Palmeiras, na partida de ida das quartas da Copa do Brasil

Copa do Brasil

Guerrero reclama com a arbitragem

Guerrero reclama com a arbitragem

ALE VIANNA/ELEVEN/ESTADÃO CONTEÚDO

O atacante Paolo Guerrero não ficou nada satisfeito com a derrota do Inter por a 1 a 0 para o Palmeiras, em São Paulo, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira. Segundo o peruano, que até o último final de semana estava disputando a Copa América por sua seleção, a atuação do árbitro Wilton Pereira Sampaio foi bastante prejudicial à sua equipe.

"Complicado de jogar com o árbitro marcando tudo para eles e nada para nós. Aqui é difícil jogar, a gente joga contra um a mais. É incrível. Ele apita tudo para eles e nada para nós. É sacanagem. Assim não se pode. Mas vão falar o que? Eu não sou brasileiro. Para mim não vai mudar nada. Jogar assim futebol é complicado", esbravejou o atleta em entrevista na saída do gramado do Allianz Parque.

Guerrero, aliás, pouco conseguiu jogar. Muito bem marcado pela forte defesa do Palmeiras, que não leva sequer um gol dentro de casa há 11 jogos, o atacante teve atuação bem abaixo das demonstradas durante a Copa América, quando foi um dos artilheiros da competição, com três gols, um deles, inclusive, na final, contra o Brasil, no último domingo.

Com a derrota por 1 a 0, o Inter agora precisa de uma vitória por dois gols de diferença na próxima semana, no Beira-Rio, para se garantir na semifinal da competição. Caso a vantagem seja de apenas um gol, as equipes decidirão a vaga nos pênaltis.

Defesa segura e ataque eficiente: os motivos da liderança do Palmeiras