Futebol Futebol feminino do Corinthians terá apoio de empresa especializada em nutrição esportiva

Futebol feminino do Corinthians terá apoio de empresa especializada em nutrição esportiva

Medida faz parte da nova lei que exige dos clubes participação efetiva na modalidade

O time de futebol feminino do Corinthians/Audax terá mais um apoio para disputa dos campeonatos da modalidade. O clube fechou parceira com uma empresa especializada em nutrição esportiva. O objetivo será dar as atletas suporte clínico e nutricional, que é carente na modalidade. Gustavo Nigrini, diretor da e4, empresa parceira, explicou como será o projeto.

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

"É um projeto com a e4, uma agência especializada em nutrição esportiva. O projeto com o Corinthians vem de encontro com a necessidade com time feminino do clube em ter um acompanhamento profissional nutricional. Existia uma carência na parte técnica da nutrição e as atletas não contavam com um time de nutrição esportiva. Agora, elas vão ter um suporte adequado na suplementação".

Gustavo também explicou como será estruturado o projeto: "Reunimos médicos, nutricionistas e educadores físicos para o projeto. Quem coordena é o Marcelo Carvalho, junto com outros profissionais. O dr. Fábio do Santos fará o acompanhamento clínico. Temos sete nutris envolvidos que farão um acompanhamento totalmente individualizado".

Além de falar sobre a parceria, o diretor também salientou o crescimento da nutrição esportiva e a importância dela para outras modalidades. Além disso, revelou como o bodybuilder influenciou na evolução da nutrição.

"O bodybuilder foi fundamental para esse crescimento, mas colhemos muitos resultados com outros esportes também. Vejo clubes que possuem equipes de outras modalidades com departamento especializado em nutrição, não só o futebol. A nutrição evoluiu, mas o acesso é restrito para milhares de esportistas".

Gustavo revelou ainda como o atleta pode prevenir abusos no consumo de suplementação. Segundo o profissional, se o esportista conhecer como é o funcionamento do seu corpo, vai evitar abusos. Porém, é importante ter uma equipe que faça um processo individualizado de acordo com as características do corpo de cada atleta.

Com polêmicas em relação a atletas trangênero no esporte, o profissional destacou a importância do acompanhamento individualizado e disse que a forma de trabalho não muda. Ele também contou que um possível doping depende do nutricionista que acompanho o atleta.

"Apesar do atleta transgênero ter um alto percentual de hormônio, a uma lista de substancias que o nutricionista precisa respeitar para não cair no antidoping. O nutri precisa se colocar da mesma maneira: respeitar a individualidade bioquímica do corpo".

Últimas