Futebol e política: quando os campos se misturam

Relembre jogadores e ex-jogadores que mudaram de área

Ronaldinho Gaúcho pode entrar para a política
Ronaldinho Gaúcho pode entrar para a política Estadão Conteúdo - 01.09.2011

O PEN (Partido Ecológico Nacional), legenda que deve mudar o nome para Patriota, tem interesse em atrair para seus quadros o ex-jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho. As conversas estariam em andamento envolvendo lideranças do partido em Minas e o ex-atleta, além de seu irmão e empresário Roberto de Assis Moreira.

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

"Essa sondagem tem mesmo", contou, sem querer se identificar, uma liderança do partido, que pode abrigar a candidatura do deputado Jair Bolsonaro, hoje no PSC-RJ, à Presidência. De acordo com essa liderança, a ideia é de que Ronaldinho se lance candidato ao Senado ou à Câmara.

A relação entre jogadores e política começou cedo. Em 78, quando os votos ainda eram feitos em papel e a eleição era indireta, o corintiano Biro-Biro foi citado em um pleito parlamentar.

Nos anos 80, com a criação da Democracia Corintiana por jogadores como Sócrates e Casagrande sob direção de Adílson Monteiro Alves, os campos definitivamente se misturaram e Zé Maria, lateral do Timão à época, foi eleito em 1982 com 33 mil votos. Relembre outros jogadores que entraram para a política.