Futebol Fernando Diniz tem desafios maiores para o Fluminense em 2023

Fernando Diniz tem desafios maiores para o Fluminense em 2023

Treinador está próximo de renovar seu contrato com o Fluminense e já faz planejamento, com foco na Libertadores

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Fernando Diniz, durante o hino nacional, no Maracanã

Fernando Diniz, durante o hino nacional, no Maracanã

Marcelo Gonçalves/Fluminense

O Fluminense encerrou muito bem a temporada 2022, com um honroso terceiro lugar no Brasileirão, semifinal de Copa do Brasil e o título carioca, sobre o maior rival.

Se o título estadual foi sob comando de Abel Braga, o resto da temporada teve Fernando Diniz como treinador, que chegou a ser considerado o melhor do Brasil em determinado momento e ligado a uma possível vaga na Seleção Brasileira após a saída de Tite.

Diniz chegou em maio ao Flu para sua segunda passagem no time e, desde então, comandou a equipe em 44 jogos, com 26 vitórias, nove empates e nove derrotas, um aproveitamento de 66%.

Com um futebol vistoso e envolvente, batizado de ‘Dinizismo’, a diretoria quer, com a renovação do técnico, implantar esse estilo de jogo nas categorias de base, facilitando a transição para o profissional. O trabalho com jovens também é um dos pontos fortes do treinador.

Após o último jogo da temporada, ele concedeu entrevista coletiva e comentou seus principais momentos no ano e disse que a equipe mais acertou do que errou.

“Tivemos um 10 a 1, tivemos jogos excepcionais, tanto para os tricolores quanto para quem gosta de futebol, o 5 a 3 no Atlético Mineiro e o 4 a 0 no Corinthians. Teve a despedida do Fred, que acho que foram duas despedidas, contra o Corinthians teve aquela coisa espontânea do gol, depois a despedida propriamente dita”, comentou.

Segundo o NetFlu, Diniz já deu ‘sinal verde’ ao presidente Mário Bittencourt para a permanência. No entanto, aguarda o resultado da eleição para firmar o novo compromisso. O site afirma que um desconforto em relação ao apoio de Celso Barros aos opositores de Mário Bittencourt. Em 2019, Celso foi defensor da saída do treinador e ambos trocaram farpas.

Flamengo reúne milhões de torcedores no centro do Rio. Veja fotos!

Últimas