Futebol  Disputa por Espanhol vira nova ameaça para Real e Barcelona

 Disputa por Espanhol vira nova ameaça para Real e Barcelona

Os dois clubes querem evitar nova frustração, após eliminação da Champions; Atlético lidera e enfrenta Barça no sábado (8)

  • Futebol | Eugenio Goussinsky, do R7

Real e Barcelona correm atrás da liderança

Real e Barcelona correm atrás da liderança

Juanjo Martín/EFE 10.04.21

As quatro últimas rodadas do Campeonato Espanhol, estão mostrando mais uma vez que nem sempre o futebol espanhol é dominado apenas por Real Madrid e Barcelona.

As duas equipes estão fortes na disputa da La Liga, mas correm atrás do Atlético de Madri, que busca conquistar novamente o título, após sete anos. Desde 2014, Real e Barcelona voltaram a ter a hegemonia.

Além do Atlético, o Sevilla, que só conquistou o campeonato uma vez, em 1945-1946, tem chances de voltar a ser campeão.

Na liderança está o Atlético de Madrid, com 76 pontos, dois a mais do que o Real e o Barcelona. O Sevilla tem 70. Faltam quatro rodadas para o término da competição.

E o que tem dado mais graça nesta disputa é o fato de os grandes favoritos, Barcelona e Real, terem tropeçado nas últimas rodadas, com o Barcelona perdendo de virada para o Granada e o Real não saindo do empate com o Getafe, na 33ª rodada, enquanto o Atlético goleava o Eibar por 5 a 0.

Após a eliminação da Champions, o Barcelona, que caiu nas oitavas, sendo superado pelo PSG, e o Real, derrotado nas semifinais pelo Chelsea, estão dando uma ênfase ainda maior para a competição nacional, vista como uma espécie de compensação das frustrações.

Para o técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone, esta situação é saudável para o futebol no país.

"É uma novidade e faz bem ao futebol espanhol o desempenho desta Liga. A possibilidade de muitas equipes competirem para vencer é melhor. Tanto Sevilla, Real Madrid, Barcelona ou nós estamos imersos em um objetivo e é claro que jogo a jogo se ganha ainda mais importância", disse o treinador do Atlético, em coletiva.

No próximo sábado (8), o Atlético poderá dar um grande passo se vencer o Barcelona, em clássico que será realizado no Camp Nou. Será o primeiro encontro entre Luis Suárez, do Atlético, e Messi, do Barcelona, desde que Suárez deixou a equipe catalã, em 2020.

O Barcelona tem encarado o campeonato espanhol como a grande chance de o time retomar a trilha das conquistas, após sucessivas eliminações na Champions e ver o rival Real Madrid vencer o espanhol de 2020, com 10 vitórias seguidas a partir da retomada das competições em meio à pandemia.

E, até ser derrotado para o Granada, a equipe de Messi vinha em uma campanha semelhante à do Real no ano passado. Até a 30ª rodada ficou 17 partidas invicta, com 14 vitórias e 3 empates.

Só perdeu para o Real na 30ª e, desde então, tem três vitórias e uma derrota.

A equipe parece estar se reencontrando, em um momento em que Messi pensa em deixar o clube, buscando, desta maneira, garantir pelo menos mais um título. O ex-jogador da equipe, Javier Mascherano, conhecedor profundo do clube, mostrou otimismo à EFE.

“Imagino o Barcelona com muito entusiasmo, especialmente pela forma como esta Liga se desenrolou, quando em janeiro era inimaginável pensar que iríamos ter a oportunidade de disputar a liderança com o Atlético e ter a oportunidade de chegar ao título. Acredito que acima de tudo estão pensando nisso, na oportunidade que a Liga lhes deu e que a têm neste fim de semana ", disse o ex-jogador, em evento organizado pela LaLiga para comentar o final do campeonato.

Após a eliminação do Real na semifinal da Champions, na última quarta-feira (5), o técnico do Real, Zinedine Zidane, deu mostras de que a equipe não perderá o foco e irá em busca de seu 34º título espanhol.

O Barcelona tem 26 e o Atlético, 10, o último em 2014, quando Daniel Alves, hoje no São Paulo, jogou contra seu atual companheiro de clube, Miranda, então no Atlético, e contra o hoje flamenguista Filipe Luís.

E mesmo com alguns tropeços, Zidane se diz calejado.

“Cada vez que perdemos pontos dizem que estamos mal, não estamos, estamos bem, temos que recuperar e pensar que terça-feira será o jogo mais difícil da temporada. Estamos preparados para este tipo de jogo. A Liga e os outros também têm de jogar. Hoje faltou alguma coisa para ganhar o jogo ", cometou Zidane, após o empate com o Getafe.

Nas quatro últimas rodadas, o Atlético terá pela frente o Barcelona (f), o Real Sociedad (c), o Osasuña (c) e o Valladolid (f). O Real enfrentará o Sevilla (c), o Granada (f), o Athletic Bilbao (f) e o Villarreal (c). O Barcelona terá pela frente o Atlético (c), o Levante (f), o Celta de Vigo (c) e o Eibar (f). Já o Sevilla terá como adversários o Real Madrid (f), o Valladolid (c), o Villarreal (f) e o Alavés (c).

Messi paga R$ 2,5 bi de impostos! O que dá para comprar com tudo isso?

Últimas