Futebol Diretor do Dortmund festeja a saída de Haaland: 'Se tornou um fardo no vestiário'

Diretor do Dortmund festeja a saída de Haaland: 'Se tornou um fardo no vestiário'

Sebastian Kehl afirmou que o momento da venda foi certa; Haaland vem sendo elogiando pelas boas performances no City

Agência Estado - Esportes
Erling Haaland foi transferido do Borussia Dortmund para o Manchester City nesta temporada

Erling Haaland foi transferido do Borussia Dortmund para o Manchester City nesta temporada

OLI SCARFF / AFP

Muitos clubes do mundo gostariam de contar com o futebol e os gols de Erling Haaland. Mas o Borussia Dortmund, ex-time do centroavante, optou por fazer discurso contrário e criar polêmica, garantindo que a venda do jogador ao Manchester City "veio no momento certo" e que o norueguês "se tornou um fardo no vestiário."

Se a atitude tenta desestabilizar o atacante para o duelo entre as equipes pela segunda rodada da Liga dos Campeões, na Alemanha, a resposta virá no embate de quarta-feira. Mas as palavras de Sebastian Kehl, diretor esportivo do clube alemão, foram bastante duras contra o jogador.

"Ele se tornou uma chatice no vestiário. Por mais que sempre tenhamos amado Haaland e ele tenha feito sucesso conosco, no fim ele se tornou um fardo para o vestiário, o clube e todo o ambiente. Tornou-se o tema de todas as conversas", disparou o dirigente em entrevista ao jornal alemão Bild.

"Em geral, para todo o ambiente, era só ele. O momento da venda foi certo, tanto para nós quanto para o City. O fato de nossos primeiros dez gols nesta temporada terem sido marcados por dez jogadores diferentes mostra isso", seguiu Kehl. "Eu gostaria de ter certeza [sobre a saída de Haaland] um pouco antes, porque essa questão limitou a nossa preparação. Sem ele, temos a possibilidade de confiar nos outros jogadores", esclareceu.

Há quatro meses, o City oficializou o acordo com o jogador, que também negociou com o Real Madrid mas não escolheu a Espanha pela possível disputa de idolatria com Mbappé, que acabou renovando com o PSG. Na nova casa, Haaland já marcou 12 gols em sete jogos e vem recebendo muitos elogios. O Borussia Dortmund faz questão de frisar que o centroavante não faz falta, porém terá de se resguardar após provocar o artilheiro.

Dicionário do Luxa: treinador 'traduz' termos do futebol em evento da CBF e viraliza

Últimas