Futebol De saída do PSG, Thiago Silva volta a Paris para cumprir fim do contrato

De saída do PSG, Thiago Silva volta a Paris para cumprir fim do contrato

Após retorno de Neymar no último domingo, zagueiro brasileiro também voltou para França, onde terá sua ultima temporada pelo clube parisiense

Agência Estado - Esportes
Zagueiro deve voltar treinar na próxima segunda-feira

Zagueiro deve voltar treinar na próxima segunda-feira

Reprodução/Instagram

Depois da chegada de Neymar no último sábado, mais um jogador brasileiro do elenco do Paris Saint-Germain está de volta à França após passar uma período no Brasil com a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus. O zagueiro Thiago Silva desembarcou nesta segunda-feira (15) em Paris, onde ficará em quarentena por uma semana em sua casa antes da reapresentação do grupo, marcada para a próxima segunda.

"Voltando para casa. Obrigado Brasil!!!", escreveu Thiago Silva em suas redes sociais, em uma publicação com uma foto de toda a sua família, momentos antes da viagem para a França. "Chegamos", revelou sua esposa Isabelle, também no Instagram, sobre a chegada em Paris.

Outro brasileiro do elenco do Paris Saint-Germain, o também zagueiro Marquinhos está em Paris há cerca de 10 dias. Mas vai ficar sem seu colega de zaga a partir da próxima temporada. De acordo com Leonardo, diretor esportivo do clube, em entrevista ao diário francês Le Journal du Dimanche no final de semana, Thiago Silva e o centroavante uruguaio Edinson Cavani não terão seus contratos renovados.

"Foi uma decisão muito difícil de tomar. São jogadores que marcaram a história do clube. Sempre nos perguntamos se devemos continuar por um longo caminho ou se não vale a pena. As histórias foram muito bonitas, mas, sim, estão chegando ao fim", disse Leonardo, que garantiu ter informado o técnico alemão Thomas Tuchel da decisão.

O dirigente também revelou a intenção do Paris Saint-Germain de estender o compromisso dos atletas até o final desta temporada com a disputa da Liga dos Campeões da Europa, competição na qual a equipe já está classificada para as quartas de final após eliminar o Borussia Dortmund. No Campeonato Francês, encerrado por causa da pandemia da covid-19, a equipe de Paris foi declarada campeã.

"Tivemos que tomar uma decisão lógica, até economicamente ou em relação à geração que está por vir. Nunca há um momento perfeito. Agora, a Liga dos Campeões ainda está por vir e a ideia é continuar jogando com eles até o final de agosto. O que pode ser feito ainda não está claro", afirmou o dirigente.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Neymar é jogador que movimentou mais dinheiro com trocas de clubes

Últimas