Futebol Daniel Alves quer depor novamente sobre o suposto estupro que está sendo acusado, diz rádio espanhola

Daniel Alves quer depor novamente sobre o suposto estupro que está sendo acusado, diz rádio espanhola

Lateral brasileiro teria dado três versões diferentes à Justiça para se defender da acusação feita por uma mulher de 23 anos

  • Futebol | Do R7

Suposta agressão sexual teria acontecido dentro da boate Sutton, em Barcelona

Suposta agressão sexual teria acontecido dentro da boate Sutton, em Barcelona

Reprodução thesuttonclub

O lateral-direito Daniel Alves teria pedido para prestar um novo depoimento à Justiça da Espanha, neste domingo, para dar outra versão sobre a acusação que uma jovem de 23 anos faz contra ele de estupro em uma boate, na cidade de Barcelona, no dia 30 de dezembro. 

A informação é da rede de rádio espanhola Cadena Ser. O pedido teria sido feito pelos advogados do brasileiro, após a imprensa local país noticiar a existência de imagens daquela noite, mostrando que o brasileiro e a mulher ficaram dentro do banheiro da casa noturna por cerca de 15 minutos.

No depoimento da jovem, ela afirmou que foi trancada no banheiro contra a vontade dela. Por isso, teria dito que não aceita um acordo financeiro com o atleta e que quer a justiça seja feita.

Já pelo lado de Daniel Alves, logo que foi notificado da acusação, o brasileiro gravou um vídeo em que confirmava sua presença na boate Sutton naquela noite, mas afirmou que não conhecia a mulher.

No entanto, a imprensa chegou a falar em três versões. Para a juíza Maria Concepción Canton Martín, Daniel teria afirmado que ele estava no banheiro quando a mulher entrou e saiu rapidamente, sem que houvesse relação sexual.

Por sua vez, para a promotoria, ele teria dito que não soube o que fazer quando a jovem entrou no banheiro. Depois, afirmou que teve relação sexual consentida com a mulher e não tinha falado nada para protegê-la.

A juíza decidiu por prendê-lo preventivamente, até o julgamento, porque Daniel Alves não mora na Espanha, tem condições financeiras de deixar o país, e deu diferentes versões para o fato.

Em contrapartida, Maria Concepción teria observado que o depoimento da mulher é “contundente”, “persistente” e a todo momento reafirma os fatos que foram colhidos em sua primeira denúncia na delegacia.

A denúncia foi feita no dia 2 de janeiro e, desde então, foram ouvidas testemunhas, incluindo seguranças locais, a polícia acessou as imagens das câmeras de segurança da boate e coletou amostras no local do crime.

Conheça o presídio para onde foi levado o jogador Daniel Alves

Últimas